Dicas

Queda de cabelo: como tratar

06 julho 2018 Arquivado
queda de cabelo

Arquivado
Dietas, suplementos alimentares, ampolas, champôs antiqueda, massagens e laser são ineficazes. A queda temporária resolve-se por si e contra a calvície só mesmo um transplante capilar, uma peruca ou medicamentos.

Caça aos mitos

Ouvimos com frequência que o cabelo cai mais no outono. Não é mito, as pesquisas sugerem que há um pico entre outubro e novembro. A razão é desconhecida, mas investigadores suecos descobriram que o cabelo das mulheres cresce mais no verão e isso pode dever-se à necessidade de proteger o couro cabeludo da radiação ultravioleta. 

Temos boas notícias para si: usar com frequência secador, alisador, chapéu, laca, gel, mousse, peruca ou capachinho não faz o cabelo cair. Pode lavá-lo quantas vezes quiser, porque o champô só remove os fios que efetivamente já tinham caído. Apanhar sol é inofensivo.

Escusa de fazer o pino para parar a queda de cabelo. Aumenta a circulação sanguínea no couro cabeludo, mas não é por isso que cura o problema. É igualmente irrelevante massajar o couro cabeludo ou cortar mais vezes o cabelo para fortalecê-lo. 

Fazer sexo com frequência para prevenir a queda do cabelo também não traz grandes resultados, pelo menos a esse nível. Outros mitos que precisa de esquecer: perder cabelo todos os dias não significa que está a ficar careca e a calvície não se herda da mãe. Herda-se de todos os ramos da família. 

Infelizmente, há dicas de senso comum que de facto são verdadeiras e causam queda de cabelo temporária: escovar muito o cabelo e pintar com frequência. Certos penteados são prejudiciais, como tranças apertadas, tranças africanas, rabos-de-cavalo e rolos.

É verdade que o uso de esteroides pode causar calvície, por aumentarem o nível de hormonas responsáveis pelo problema.