Como testamos

Cremes antirrugas: como testamos

11 setembro 2020
Olhos de uma mulher com rugas

Em laboratório, medimos a profundidade das rugas e a hidratação antes e depois do período de aplicação. Avaliamos também a tolerância da pele e a opinião de 30 utilizadoras para cada produto. 

Testamos cremes que anunciam propriedades antirrugas na embalagem. Cada produto é aplicado, durante 28 dias, por 30 mulheres entre os 30 e os 70 anos. Numa metade da cara, as participantes aplicam o produto em teste e, na outra metade, um creme placebo (sem alegações de eficácia declarada). A aplicação é feita de manhã e à noite.

Teste de eficácia

Todos os produtos são submetidos a uma análise laboratorial para determinar a eficácia de hidratação e de remoção de rugas.

Medimos a hidratação da pele com um aparelho específico (corneómetro) no início do estudo e após quatro semanas de utilização. A medição da hidratação no estrato córneo (camada mais exterior da pele) é feita em cinco pontos diferentes da bochecha. Quando mais elevado for o valor registado pelo aparelho, mais hidratada está a pele.

Já a profundidade das rugas é medida através de um sistema tridimensional de imagem por microtopografia. É projetada uma luz estruturada na zona periocular (zona dos “pés de galinha”) e gerada uma imagem 3D da microtopografia da superfície da pele. Posteriormente, o sistema de imagem sobrepõe as fotografias tiradas antes e depois da aplicação do creme e compara a profundidade das rugas.

Avaliação da tolerância da pele e teste de uso

Durante o período de teste, um dermatologista avalia se o produto testado é tolerado pela pele. A segurança do produto é analisada através da avaliação dos efeitos colaterais que podem ocorrer durante o uso do creme.

Depois dos 28 dias de uso dos produtos, as participantes preenchem também um questionário, com a sua opinião acerca dos cremes. Avaliam a textura, a oleosidade, a facilidade em espalhar e a absorção pela pele, entre outras características. Também classificam os produtos de acordo com a eficácia percecionada.

A rotulagem é importante

O rótulo do produto é um dos elementos mais importante e tem de ter informações claras e indeléveis para que o consumidor não tenha dúvidas quanto à sua utilização e composição.

A nossa avaliação divide-se por categorias. Relativamente à informação sobre o fabricante, verificamos se apresenta o nome e a morada, o telefone e o e-mail do país onde está a ser vendido e a página online. Já no que à durabilidade do produto diz respeito, o rótulo deve indicar o período após abertura e a data de validade, se o produto está selado e o lote.

A forma como utilizar, se as informações estão em português ou se a lista de ingredientes se encontra na embalagem primária (boião) são outros dos critérios avaliados.