voltar

Cobrança indevida de comissões bancárias

Caso encerrado Resolvida sem sucesso

Esta reclamação é pública

Reclamação

L. P.

Para: Banco BPI

25/11/2022

Assunto: Cobrança indevida de comissões bancárias NIF: 221624600 Nome: Luisa Pietra Torres Exmos. Senhores, Após me ter deslocado ao balcão do BPI da Ajuda, com a intenção de fechar a conta que atualmente tenho aberta com o BPI, foi-me dito que não seria possível fechar a conta, sendo que a conta teria sido aberta pelos meus pais em meu nome, aquando do meu nascimento. Sendo os meus pais divorciados e com restrições de mobilidade, deslocar-me a um banco em horário de funcionamento com ambos é algo que não é fácil fazer. Dados estes factos, o balcão da Ajuda garantiu-me que poderia manter aberta a conta pois não me seriam cobradas quaisquer comissões de conta enquanto o saldo da conta estivesse a zeros. No passado mês de outubro por algum lapso, foi-me transferido o apoio extraordinário do estado, no valor de 125€ para a conta do BPI. Qual o meu espanto quando me apercebo que após esta transferência me foi cobrado 1 ano de comissões de conta sem qualquer espécie de aviso, totalizando 85,24€ de comissões cobradas. Ora, quando o banco que me diz que não são cobradas comissões de manutenção caso a conta se encontre a zeros, não pode cobrar essas mesmas comissões retroativamente quando a conta tiver dinheiro. Entenderia que me tivessem sido cobrados os meses de Outubro e Novembro 2022, pois foram esses os meses em que a conta teve saldo diferente de zero. Aguardo resposta por escrito e reembolso das comissões de manutenção de conta indevidamente cobrados, no valor de 72,24€. Com os melhores cumprimentos, Luisa Pietra Torres

Solução pretendida

  • Reembolso: € 72,24