voltar

Prejudicar injustamente cliente para evitar despesas e ignorar pedido de relatório

Caso encerrado Resolvida sem sucesso

Esta reclamação é pública

Reclamação

A. O.

Para: OK Teleseguros/ Via Directa

17/10/2022

Apólice: 960439298 Veículo: 67-PQ-23 No dia 04 de Agosto de 2022 tive um acidente com um veículo que estava coberto por este seguro (OK Teleseguros). O acidente em questão foi um choque em cadeia, em que o meu veículo ficou no meio e que resultou da condução imprudente do condutor que circulava atrás de mim. Fiquei com o veículo numa oficina por não poder circular no estado em que se encontrava. Apesar de ter contactado a seguradora no próprio dia e ter enviado as respetivas declarações amigáveis da colisão traseira e da colisão frontal, o processo começou por ser demasiado demorado, não pareceu cumprir os prazos legais estipulados. Desde a data do acidente a OK Teleseguros não entrou em contacto comigo nem deu qualquer feedback sobre o processo. Só ìa descobrindo o que estava a acontecer por insistir através de chamadas. Foi graças a estas chamadas que descobri que a seguradora do meu veículo (OK teleseguros) pertence ao grupo da seguradora do veículo que causou o acidente (Fidelidade) e que iriam tentar reduzir as despesas de ambas ao máximo (pois o meu veículo foi o que ficou mais danificado). No dia 18 de Agosto fui contactado por um perito, no sentido de averiguar o que tinha acontecido no dia do acidente. O perito mencionou que, de seguida, iria ver o veículo para verificar se os danos correspondiam à descrição. Comecei por estranhar nesse momento, pois tinha sido informado por chamada com a seguradora que já tinham ido ver o veículo à oficina. No dia 29 de Agosto recebi um email da seguradora Fidelidade que me atribuía responsabilidade total pelo acidente. No email mencionaram que a informação utilizada para tal conclusão foram depoimentos testemunhais e um relatório elaborado pelos serviços técnicos, onde me acusam de não ter tomado as devidas precauções ao mudar de fila de trânsito. Mediante esta situação não percebo como a OK Teleseguros não interviu, uma vez que, se a causa do acidente tivesse sido uma mudança de fila os danos seriam na lateral do veículo e não na parte central traseira e frontal. A OK Teleseguros permitiu que me fossem atribuídas todas as despesas por um acidente que não foi causado por mim e depois de exigir o relatório para averiguar a descrição dos danos do veículo ignoraram o meu email. Quando entrei em contacto com eles, admitiram que não responderam ao email e que o relatório ainda não está completo. Como é que um relatório incompleto pode ser usado como prova para atribuir a responsabilidade de um acidente? Deixo um aviso severo para o que está a acontecer, já estou sem veículo há dois meses e meio e trata-se de uma situação inadmissível em que a legalidade do processo é extremamente duvidosa. Solicito uma cópia do relatório que foi utilizado para me atribuir a responsabilidade e caso esse relatório não seja eficientemente capaz de provar a minha culpa, a seguradora, como penalização, deve responsabilizar-se pelas despesas que me foram atribuídas.

Solução pretendida

  • Compensação