Caso encerrado Resolvida sem sucesso

Esta reclamação é pública

Reclamação

F. M.

Para: SATA

24/09/2022

Venho por este meio comunicar a V. Exas. que fui lesada pela companhia aérea sata ao favorecer a atribuição de um lugar de avião a um trabalhador da companhia e por desinformação. Através do call center da companhia, tentei reservar lugares na primeira fila visto que viajava com um bebé de 5 meses mas não me foi permitido visto que só estavam disponíveis os lugares do corredor e o central. Uma vez que viajava com bebé, só poderia comprar um lugar à janela. No check in online foram-nos atribuídos o lugar do corredor e do centro (e não o da janela como alegadamente seria obrigatórioa bebé viajar). Na entrega das bagagens reiterei o pedido da primeira fila que foi negado pelo facto da fila da esquerda estar bloqueada. Fui informada que era fila de emergência e por isso a bebé também não poderia viajar ali. Manifestei o meu espanto tendo em conta que é o lugar onde de localiza a alcofa e porque também ja tinha viajado com a bebé em prineira fila - a funcionária manteve a sua versão. Já no avião, verifiquei uma passageira a viajar na primeira fila à esquerda (fila alegadamente bloqueada). Questionando a hospedeira, fui informada que tal só era possível porque a senhora era "colega". Em resumo: - desinformação por parte do call center e na entrega de bagagens -alegadamente só poderia viajar à janela mas o check não atribuiu lugar à janela; alegadamente não podem viajar bebés em primeira fila; - favorecimento de uma colega de trabalho face aos clientes, atribuindo o lugar da primeira fila à colega, quando havia clientes que manifestaram interesse em ir naquele lugar, sendo que é o único lugar em que é possível colocar o bebé na alcofa.

Solução pretendida

  • Correção da situação