voltar

Quase dois anos para acabar um curso no qual poderia acabar em meses

Esta reclamação é pública

Reclamação

J. C.

Para: CIT - Centro de Instrução Técnica, Lda.

09/11/2021

Venho por este meio comunicar o meu desagrado com a instituição (CIT), na qual iniciei a minha inscrição para o curso na área de barbeiro, em meados de maio de 2020. Estamos a 8/11/21 e ainda não conclui o curso no qual tenho estado a investir até o dia de hoje, já fez um ou mais de ano em que a componente teórica do curso já foi finalizada, e ainda estou á espera de começar as aulas práticas. Da parte da instituição só obtive mais pedidos de pagamentos de mensalidades do curso, do que arranjar alternativas para ajudar o formando a concluir o seu curso. Relembrando que nas únicas duas vezes em que houve supostas turmas organizadas para a parte prática do curso, pela primeira vez chamado em novembro de 2020, no qual não conseguir comparecer por estar fora do país a nível profissional, e sempre de imediato quis arranjar solução para começar as aulas presenciais. Passado mais meio ano, é que houve outra chamada para realizar aulas práticas, em julho de 2021, no entanto nesses meses todos de espera sempre foi a mesma argumentação por parte da pandemia, e o formando teria que ser tolerante. Já em março de 2021 tudo estava de volta á suposta normalidade, outras instituições já estavam a 100% a trabalhar de novo, e o CIT nada.. Entretanto voltando ao mês julho de 2021 onde finalmente houve uma resposta de voltar as aulas práticas, teria eu sido alvo do vírus e por motivos de saúde não conseguir comparecer.. e no entanto sempre através de mails como tem sido até hoje falar com os supostos responsáveis que me dariam soluções para os meus problemas, 90% da comunicação que tive com esta instituição nestes ano e meio quase dois, foi mensagens para não me esquecer de pagar mensalidades, e agora em novembro mais uma das não sei quantas vezes ter demonstrado o meu desagrado e de me recusar a continuar a pagar uma coisa pela qual não tenho tido retorno, no último mês do ano por incrível que pareça resolvem voltar com as supostas aulas práticas… em tantos meses que estou associado a esta instituição teria neste tempo todos tirado dois cursos em outro local de ensino. E tentando resolver este problema, a parte prática do curso seria de 12 dias ou seja 100 horas de aulas práticas para a conclusão do curso, no qual o formando tem que se deslocar todos esses dias e se dirigir do local onde mora para a instituição, por aí o menos mal disto tudo. Só que desde sempre é do conhecimento de todos que pra além neste tempo todo de tentar finalizar um curso tenho de trabalhar para o pagar, e ainda nesses 12 dias de aulas práticas e presencias teria que agilizar com o a minha entidade patronal, e os supostos horários das aulas seriam das 9:30/13:00 e 14:30/18 e 19, nestes horários associei que desse para escolher um horário de manhã ou de tarde, porque daria perfeitamente conjugar com a minha vida profissional, envio o mail com o horário escolhido, em que recebo a resposta que seria o horário das aulas práticas 9:30 às 18/19, que para mim foi uma surpresa porque na informação que me deram era para ser de certa forma fácil dos formandos agilizarem com a sua respetiva vida pessoal e profissional. No qual me vejo sem saída e comunico que seria impossível derivado a ter que estar presente no meu local de trabalho e estaria de todo a ser “obrigado” a escolher entre um curso e a minha vida profissional.. com isto tudo da parte da mesma instituição estão a reunir uma solução para este problema.. Agora mais quantos meses? Os mesmos que tentaram reunir turmas nas quais não tinham condições para serem realizadas aulas práticas do curso? Com que entusiasmo um formando quer concluir um curso assim numa instituição que supostamente é de ensino.. Nunca me imaginaria numa situação frustrante como esta, na qual investimos no nosso futuro e acabam por enrolar objetivos de vidas ás pessoas, é um sentimento completamente desgastante neste tempo todo.

Solução pretendida

  • Reembolso: € 1376,00

Resposta (2)

CIT - Centro de Instrução Técnica, Lda.

Para: J. C.

09/11/2021

Exmo(a) Senhor(a), Acusamos a recepção do seu e-mail. Com os melhores cumprimentos, Maria Matos Graça Departamento de Formação

CIT - Centro de Instrução Técnica, Lda.

Para: J. C.

15/11/2021

O CIT - CENTRO DE INSTRUÇaO TÉCNICA, LDA, vem responder à Reclamação apresentada em 8 de novembro de 2021 por Jorge Cardoso, formando n° - 450 187, dizendo o seguinte: 1 - Diz o reclamante que, não obstante ter terminado a parte teórica do curso que adquiriu ao CIT em meados de maio de 2020, 'em 8/11/21 e ainda estou á espera de começar as aulas práticas; já lá vão dois anos'. 1 - Organização do curso de Barbeiro: a) O curso tem uma componente teórica, feita na modalidade de formação a distância e uma componente prática, realizada presencialmente, com um grupo de formandos constituído a partir daqueles que terminam a componente teórica; b) A componente prática e presencial é realizada nas instalações do CIT, em Lisboa, numa sala equipada com capacidade para 8 formandos; c) A programação da componente prática, realizada presencialmente, é feita tendo em consideração o número de formandos que terminou a componente teórica, a sua residencia e também a sua situação laboral; d) É emitida uma convocatória por correio eletrónico para os formandos que se considera reunirem as condições para a respetiva frequencia, com indicação das datas e horários; 3 - Como reconhece o próprio reclamante existiu, até há pouco tempo, e ainda se mantem, uma pandemia viral que levou ao confinamento do Pais, de que resultou a impossibilidade legal de realizar ações presenciais, com grupos de pessoas, com consequentes perturbações na planificação corrente das ações por parte do CIT. 4 - Diz-se desagradado o reclamante pelo desenvolvimento da componente prática - esta sim, visivelmente afetada pela pandemia - mas que mesmo assim não deixou o CIT de pugnar pela sua realização dentro do permitido por Lei. 5 - E assim o CIT convidou o reclamante para ações presenciais, primeiro em novembro de 2020 - altura em que diz ter estado ausente do Pais - e depois em julho de 2021 - nesta data diz-se ele próprio infetado pelo vírus. 6 - De facto, e na verdade, o reclamante foi, até ao momento, objeto de 3 (tres) convocatórias pelo CIT para frequentar a componente presencial que lhe permite concluir o curso. 7 - Às 2 (duas) primeiras não compareceu e à última, programada para se iniciar no próximo dia 2 de dezembro (convocatória emitida a 4.11.2021), informou que só poderia frequentar a mesma no período da manhã, quando a ação decorre ao longo do dia. 8 - O reclamante invoca o argumento (falso) de que o CIT usou a situação da pandemia para a espera pela realização das ações sendo certo que, como ele próprio informa foi 'alvo do vírus' e justificou esta situação para ter faltado a uma das ações. 9 - Ao contrário do que pretende o reclamante, as ações de formação presencial são sempre organizadas em grupo. Não existe a modalidade em que um formador assegura a ação de formação presencial perante um só formando. 10 - E, muito menos, como parece ser a sua expectativa, organizarem-se ações de formação continuadas, perante a sua indisponibilidade para frequentar aquelas para que é convocado. Em face do exposto: Conclui-se: 1. Carece totalmente de fundamento a reclamação apresentada; 2. O CIT cumpriu escrupulosamente os seus deveres de entidade docente; 3. Pelo que nada é devido ao reclamante. CIT Centro de Instrução Técnica, Lda. [Avast logo] Este e-mail foi verificado em termos de vírus pelo software antivírus Avast. www.avast.com