voltar

Anulação do curso

Caso encerrado Parcialmente resolvida Com intervenção da DECO PROTESTE

Esta reclamação é pública

Reclamação

M. A.

Para: CIT - Centro de Instrução Técnica, Lda.

17/09/2018

Contactei o CIT no final de Novembro de 2016, com o intuito de saber mais sobre o curso de Estética que eles têm. Um Sr. quis se encontrar comigo e mostrou-me o curso, supostamente. Eu assinei o papel em como tinha dado a primeira prestação e ele foi embora. Ligou mais tarde para me dizer que não dava para fazer um crédito ( nunca antes me tinha mencionado tal coisa) e eu disse que não queria fazer crédito nenhum. O Sr. disse-me então que ficasse descansada que pagaria às prestações ao CIT e que o assunto estava resolvido. Ora acontece que o curso não é nada do que prometeram. É um curso super desatualizado ( que só tive acesso tempo depois de ter feito inscrição, porque até antes não tive acesso aos livros para me aperceber disso) e que o acompanhamento que prometem não existe. Senti-me muito desmotivada e ainda por cima, em maio de 2017 (este mês) fiquei desempregada ou seja, não tenho como pagar a prestação. Informei o CIT da minha situação e pedi para anular o curso porque perdi o total interesse e não tenho meio de pagar. O CIT informou-me que assinei um contrato (nunca o vi e nem tenho acesso, o único papel que tem a palavra contrato tem um nr e o Sr. assegurou-me que não ficasse preocupada porque era só formalidades, de resto era um curso como outro qualquer de escola. E eu acreditei) em que não posso rescindir. Tinha um prazo de 14 dias para isso quando fiz inscrição mas nunca fui informada disso. E querem que apresente uma outra resolução de pagamento que não tenho como. Eu só quero que me anulem a inscrição. Não quero mais este curso. Estou farta de ser assediada por uma sra com mensagens e telefonemas constantes quando já expliquei que não estou interessada no curso. E dia 17/09/2018 recebi uma carta com o assunto :"contrato de formação profissional" onde diz que tenho de pagar 2139€ de imediato para "evitar cobrança coerciva".

Solução pretendida

  • Exijo apenas a anulação e que deixem de assedio e ameaças através de cartas.

Resposta (2)

Enviada à DECO PROTESTE a 02 outubro 2018

DECO PROTESTE

Para: M. A.

04/10/2018
Esta resposta é privada

DECO PROTESTE

Para: M. A.

01/01/2019
Esta resposta é privada