voltar

Bagagem não transportada

Caso encerrado Resolvida sem sucesso

Esta reclamação é pública

Reclamação

L. S.

Para: SATA

21/07/2021

Exmos. Senhores, Venho expor a minha situação com o grupo SATA no intuito de saber se tenho direito ou não a uma indemnização por parte da empresa. No passado dia 17 de Julho de 2021 efetuei um voo com partida da Ilha das flores às 11:15h com destino a Lisboa, chegada às 18:15h, pelo caminho efetuamos uma paragem técnica na ilha do Faial e voo de ligação na ilha de São Miguel, no momento do check in a funcionária do balcão das flores (despachamos a nossa bagagem diretamente para Lisboa) informou que devido à greve da Groundforce a espera pela bagagem no destino deveria ser prolongada mas nunca nos informou que a mesma não seguiria connosco. Aquando a chegada a Lisboa e após algum tempo de espera fomos ao balcão de informações da groundforce que estava encerrado, fomos ao balcão da SATA companhia com a qual viajamos e adquirimos os bilhetes e no balcão a funcionária disse que não nos sabia informar de nada, deu-nos apenas um papel com um email da groundforce para procedermos à reclamação. Não satisfeita por não saber onde estavam as malas e por ter que abandonar o aeroporto sem elas e sem comprovativo de que não me tinham sido entregues, liguei para inúmeros números da SATA da groundforce, enviei diveros emails a reclamar e até antes de ontem dia 19 não tinha obtido nenhuma resposta por parte de ninguém. Liguei então para o aeroporto de São Miguel onde ao fim de mais de 8h a ligar para o numero atenderam e disseram que as bagagens não tinham seguido no avião em que viajei, questionei o porquê ao qual a resposta foi de que a groundforce estava em greve. Ontem finalmente ao pedir a uma amiga da ilha das flores para que por favor passasse na aerogare e pedir para que alguém atendesse o telefone consegui abrir finalmente o processo de perda de malas. Enviei mais um email à SATA que finalmente me respondeu hoje dia 21 a dizer que por cancelamento não havia direito a indemnização. Mas a minha questão é o meu voo não foi cancelado! a groundforce não opera nos Açores, qual a justificação para as malas não viajarem no mesmo avião que eu? a groundforce no dia em questão até estava com serviços minimos, como é que deixam a minha bagagem atrás, não me informam de nada, já passaram 5 dias continuo sem bagagem e ainda dizem que a culpa é da groundforce e que não haverá lugar a indemnização!! é realmente a groundforce a culpada? E eu não tenho direito de ser indemnizada por todos este dias? E onde estão as minhas malas? e quando as vou receber?

Solução pretendida

  • Compensação