voltar

Regras de Produtos no Embarque

Caso encerrado Resolvida sem sucesso

Esta reclamação é pública

Reclamação

S. S.

Para: SATA

19/07/2021

Venho por este meio mostrar o meu descontentamento e fazer uma reclamação por uma situação ocorrida no voo S40152 realizado no dia 19/07/2021. Após ter despachado a minha mala de porão, incluída no voo, dirigi-me às portas de embarque e ao passar pelo segurança não me foi permitido trazer todos os produtos até 100ml (cremes, pasta de dentes, produtos para o cabelo) que tinha colocado numa bolsa à parte. Apenas me foi permitido trazer um saco mínimo com alguns produtos. Os restantes produtos que foram para o lixo (colocados com a minha autorização) vieram comigo no voo que realizei no dia 12/07/2021 (S4153) com partida em Lisboa, e todos estes produtos conseguiram passar na zona de embarque no aeroporto de Lisboa, com isto, a minha questão é, sendo que a companhia é a mesma, como existem regras diferentes no mesmo país? Viajei sozinha, e por isso a única solução que me apresentaram foi despachar a minha mala de mão como mala de porão, mas no entanto isso não faz qualquer sentido pois foi-me permitido transportar exactamente os mesmo produtos de Lisboa para Horta. Nunca tinha viajado para os Açores, e como tal também nunca fiz uma viajem pela Açores Airlines, e o meu descontentamento permite-me dizer que foi a primeira e a última vez. Sobre o atendimento que tive no aeroporto da Horta, quando eu questionei sobre a diferente entre Portugal Lisboa e Portugal Açores, tive a resposta de que “Eles em Lisboa fazem mal o seu trabalho”. Este é um problema interno do qual os passageiros não têm culpa e não podem ser prejudicados por ser feito um trabalho diferente no mesmo país. Quero deixar também uma nota de que todos os produtos deitados para o lixo, tinham até 50ml cada um e nenhum passava o limite dos 100ml. Foram produtos novos para o lixo, e tenho comprovativo de compra de quase todos eles e com o valor do prejuízo de cada um. Não faço a reclamação com o primeiro objetivo de obter dinheiro sobre os produtos, no entanto acho importante avaliar este tipo de situações. Quero acrescentar que esta reclamação tem como objectivo chamar atenção de regras diferentes no mesmo país, e de que os passageiros não podem ficar prejudicados. Fico aguardar resolução.

Solução pretendida

  • Reembolso: € 40,00
  • Compensação