voltar

Exigência de pagamento de divida não comprovada

Caso encerrado Resolvida sem sucesso Com intervenção da DECO PROTESTE

Esta reclamação é pública

Reclamação

C. R.

Para: Whitestar Asset Solutions, S.A.

04/07/2021

Venho, por este meio reclamar da whitestar asset uma vez que recebi uma carta do balcão nacional de injunção para pagar uma divida no valor de mais de 5mil euros de um suposto crédito ao cetelem cujo incumprimento data, segundo eles de 2012. Estamos em 2021. Nunca recebi qualquer contacto da whitestar quer por carta quer por email. Desconhecia inclusive essa empresa. Não houve qualquer contacto da parte deles. Estou a ser ameaçada que, se não efetuar o pagamento dentro de 15 dias, que vai haver execução, mais despesas de tribunal. Aliás, para me opor, vou já ter que pagar mais de 200 euros ao tribunal para apreciar a minha oposição e que, a decisão poderá demorar 12 meses. Não tenho como pagar visto estar desempregada e a receber 225 euros mensais de uma renda de uma casa cuja partilha ainda não foi feita e não sei quando poderá ser feita visto a outra parte me estar a dificultar a partilha aceitando só a divisão do valor da renda e porque estou desempregada. Neste momento estou em confinamento porque estou infetada com o vírus e não posso contactar com ninguém. Fiz várias pesquisas sobre o assunto mas, são algo contraditórias. Umas dizem que prescreveu ao fim de 5 anos uma vez que foi acordado uma mensalidade igual todos os meses tal como num empréstimo normal, outras dizem que são só os juros que prescreveram mas, na carta, pedem, aliás, exigem também os juros. Já enviei diversos emails para a whitestar mas, ainda sem resposta. Apresentei queixa no portal da queixa e a resposta da whitestar Asset é que devo reclamar pelos seus canais, o que já fiz quer para Lisboa quer para o Porto. Consegui descobrir duas moradas de email deles e enviei vários emails. Pelo que li nos comentários no portal da queixa, eles são bastante agressivos, chegam a ser mal educados ou deixam andar mais uns tempos até que há penhora sem que se possa fazer alguma coisa. Sinto me lesada por não ter recebido qualquer contacto por parte da whitestar - empresa que desconhecia uma vez que, em 9 anos nunca me contactaram para tentar resolver a situação ou propor uma solução. Em suma; tenho o meu nome sujo quando nem sequer tenho o comprovativo da divida, psicologicamente estou completamente arrasada, desesperada e sem solução á vista. Dito por outras palavras,; eu que pensava ter o meu nome limpo, se precisar pedir um crédito, não me vai ser concedido porque tenho o nome sujo sem que eu tivesse conhecimento disso. Não tenho a quem pedir ajuda para pagar essa suposta divida nem meios de a pagar já que, com 225 euros, mal me dá para comer, pagar a luz e água quanto mais pagar custas de tribunal para reapreciação da minha oposição ou pagar o valor que me estão a exigir em 15 dias! Além de estar doente fisicamente, estou a ficar desesperada. Como resolver esta situação? Passaram se 9 anos desde a suposta prescrição da suposta divida. Não tenho qualquer documentação que comprove a sua existência mas, posso afirmar com toda a certeza que, se tivesse recebido qualquer correspondência, teria dado resposta já que, contraí uma divida com o antigo BES e fui contactada por eles, falámos e chegamos a um acordo. Demorou mais tempo a pagar mas paguei tudo. Supunha eu que estava limpa, e afinal tenho o nome sujo! Nunca fui de não assumir as minhas dividas fossem maiores ou menores. Mas como pagar em 15 dias uma divida que nem provas tenho que existe, e a existir que é mesmo desse valor? Mais uma vez reitero que nunca recebi qualquer contacto. A morada e endereço de email são os mesmos de há mais de uma década. Já não sei que mais posso fazer...

Solução pretendida

  • Antes de mais, de uma prova de que a divida existe e os valores discriminados. Pretendo uma explicação do porquê de tantos anos de silêncio a acreditar que a data da suposta divida é de 2012. Para finalizar, pretendo que, a existir mesmo, seja feita a cessação da cobrança já que esta prescreveu por inatividade e falta de interesse da parte da marca em receber se, realmente a divida existe.

Resposta (3)

Enviada à DECO PROTESTE a 22 julho 2021

C. R.

Para: DECO PROTESTE

22/07/2021
Esta resposta é privada

DECO PROTESTE

Para: C. R.

25/07/2021
Esta resposta é privada

C. R.

Para: DECO PROTESTE

26/07/2021
Esta resposta é privada