voltar

Seguro multiriscos habitação

Caso encerrado Resolvida com sucesso

Esta reclamação é pública

Reclamação

A. M.

Para: LIBERTY SEGUROS

01/06/2021

Apresento esta reclamação causada pelo seguinte: no passado dia 14 de Novembro de 2020 e depois de uma forte trovoada fiquei com 5 eletrodomésticos danificados (2 televisores, 1 impressora, 1 portátil e 1 desumidificador). Sabendo ter um seguro multiriscos habitação contactei o meu mediador de seguros que aconselhou a levar os eletrodomésticos danificados para uma loja especializada no assunto para que lá fossem peritados pela Companhia de Seguros. Sem dar conhecimento ou ligar uma única vez comigo a referida loja (Saída Informática em Ovar, NIF 503889776) começou por desmontar os eletrodomésticos, reparar o desumidificador (segundo depois comunicado foi apenas necessário trocar um relé), abrir os transformadores de um dos televisores e da impressora e após concluir que estavam queimados achou por bem e porque "cheiravam mal" (palavras do dono da loja) deitá-los fora. Ora no momento da visita do perito (e reforço, até aqui sem me comunicarem qualquer informação) não havia transformadores para peritar, o desumidificador estava reparado, o outro televisor (já antigo) foi dado como sem reparação e o mesmo aconteceu com o portátil. Nesta altura a Liberty solicita uma declaração do IPMA que comprove a existência da trovoada. Pedi a declaração pela qual paguei 70,54€ e apresentei-a à Companhia de Seguros, que para muito espanto me envia uma carta dando por terminado o processo por a apólice de seguro não cobrir os danos reclamados. A carta mencionava ainda que os aparelhos (e não os transformadores) tinham ido para a reciclagem e por isso nada havia a averiguar. Deparando-me com isto, fui à procura do prejuízo: tentei contactar o perito que tinha ido à loja analisar os eletrodomésticos mas nunca consegui, tendo sempre falado com uma colaboradora do gabinete de peritagens para o qual o mencionado perito trabalhava. Nada consegui resolver, tentei então a loja onde estavam os eletrodomésticos onde me foi dito o acima mencionado: os transformadores mal cheirosos estavam no lixo. Depois de uma troca de palavras não muito simpática acabei por trazer os eletrodomésticos comigo, sendo que o dono da loja nos emprestou dois transformadores bons para puder fazer uso da impressora e do televisor e comprometeu-se a tentar arranjar dois transformadores queimados iguais aos que colocou fora para puder pedir nova peritagem à Companhia de Seguros e enviar-me as fotos que tinha dos meus transformadores queimados e que mostrou ao perito. Não vim embora antes de a pessoa que causou tudo isto (o dono da loja) ter-se lembrado de falar em contas, porque tinha tido o trabalho que ninguém lhe incumbiu e tinha que ser pago. Isto no final do mês de Março, passados 2 meses nem transformadores queimados nem sequer fotografias. Tentei voltar a contactar a Companhia de Seguros para solicitar nova peritagem, tentando adiantar serviço, e ao que me responderam uma vez mais "Informamos que o processo em assunto está encerrado, não se afigurando necessária a realização de mais peritagens". Neste momento sou o maior lesado porque além de estar privado de dois televisores (em plena pandemia e já com 80 anos) que eram a minha companhia, num ano tão húmido fiquei sem o desumidificador e o portátil e impressora tão necessários para a minha neta, aluna do 12º ano com grande parte do ano em aulas on-line. Tive que pagar 70,54€ por uma declaração que não deveria ter sido pedida já que a apólice não cobre os danos. O dono da loja de eletrodomésticos além de não ajudar a resolver o problema que criou ainda quer ser pago e a Companhia de Seguros alimentou um processo que me fez acarretar ainda mais custos. Para puder repor os eletrodomésticos danificados tive que despender de mais de 1500€. Ora pago um seguro para quê? Será que além do azar de ter uma trovoada tenho que ficar com todo o restante prejuízo? Agradeço a vossa resposta. Se necessário envio cópias de toda a documentação que tenho e troca de emails.

Solução pretendida

  • Reembolso: € 70,54
  • Compensação

Resposta (8)

LIBERTY SEGUROS

Para: A. M.

02/06/2021

Caros Colegas, Encaminhamos para vossa análise e tratamento. Ao dispor. [Assinatura CCL]

LIBERTY SEGUROS

Para: A. M.

18/06/2021

Estimado Cliente, Sr. Agostinho Martins, Recebemos da DECO a sua reclamação que mereceu a nossa atenção e análise. Relativamente à responsabilidade, mantemos a informação transmitida na resposta às suas anteriores reclamações, conforme documentos em anexo. No que concerne à declaração do IPMA, lamentamos não nos ser possível proceder o pagamento do valor reclamado uma vez que este documento não foi nós solicitado nem foi necessário para a instrução do processo. Sem outro assunto de momento apresentamos os nossos cumprimentos. [cid:image002.png@01D76421.D86ADF60]

A. M.

Para: LIBERTY SEGUROS

18/06/2021

É engraçada a vossa resposta!! O documento foi então pedido por quem? Acham que me apeteceu gastar dinheiro só? Qual é o motivo da recusa de responsabilidade?

LIBERTY SEGUROS

Para: A. M.

18/06/2021

É engraçada a vossa resposta!! O documento foi então pedido por quem? Acham que me apeteceu gastar dinheiro só? Qual é o motivo da recusa de responsabilidade? Cumprimentos, Agostinho Martins ----- Mensagem de Gestão de Reclamações --------- Data: Fri, 18 Jun 2021 08:20:29 +0000 De: Gestão de Reclamações Assunto: RECLAMAÇaO (CPTPT01284730-62) _PC-505b- PROCESSO N° 20204000016173 Para: automartins@sapo.pt Cc: Estimado Cliente, Sr. Agostinho Martins, Recebemos da DECO a sua reclamação que mereceu a nossa atenção e análise. Relativamente à responsabilidade, mantemos a informação transmitida na resposta às suas anteriores reclamações, conforme documentos em anexo. No que concerne à declaração do IPMA, lamentamos não nos ser possível proceder o pagamento do valor reclamado uma vez que este documento não foi nós solicitado nem foi necessário para a instrução do processo. Sem outro assunto de momento apresentamos os nossos cumprimentos. [cid:ZzVBUWuS4D-2pXfAjHiZu5j@ptmail-php04] ----- Fim da mensagem de Gestão de Reclamações -----

LIBERTY SEGUROS

Para: A. M.

18/06/2021

Caro Senhor, A informação relativa à recusa da responsabilidade encontra-se nas comunicações que lhe foram remetidas anteriormente, as ultimas das quais anexámos no email anterior. Com os nossos cumprimentos [cid:image001.png@01D76459.F56B35F0] ----- Fim da mensagem de Gestão de Reclamações -----

LIBERTY SEGUROS

Para: A. M.

18/06/2021

Em nenhum momento dizem o que está na apólice que permita a recusa da responsabilidade por danos provocados por trovoada. Qual é o fundamento da recusa por não estar abringido na apólice? Quando esta cobre danos provocados por fatores naturais. Cumprimentos, Agostinho Martins ----- Mensagem de Gestão de Reclamações --------- Data: Fri, 18 Jun 2021 14:52:39 +0000 De: Gestão de Reclamações Assunto: RE: Re: RECLAMAÇaO (CPTPT01284730-62) _PC-505b- PROCESSO N° 20204000016173 Para: Carlos Martins Cc: Caro Senhor, A informação relativa à recusa da responsabilidade encontra-se nas comunicações que lhe foram remetidas anteriormente, as ultimas das quais anexámos no email anterior. Com os nossos cumprimentos [cid:aEGtIqDcP9rgPTL-M4XJPlc@ptmail-php07] ----- Fim da mensagem de Gestão de Reclamações ----- ----- Fim da mensagem de Gestão de Reclamações -----

LIBERTY SEGUROS

Para: A. M.

23/06/2021

Caro Sr Carlos Martins, Para que nos seja possível assumir a responsabilidade pela indemnização dos danos reclamados é condição essencial que fique provado o nexo causal entre estes e uma descarga elétrica. Tal condição não se verifica pelo motivos apresentados anteriormente, mas que abaixo transcrevemos. Desumidificador: Este equipamento estava reparado (troca do relé no módulo). Da análise efetuada, não foi constatada qualquer reparação (na zona em questão, as soldas mantinham-se uniformes) TV LG: Foi apresentado um equipamento que indicaram ser o equipamento novo, tendo informado que o danificado foi para reciclagem. Não foi possível analisar o equipamento danificado e fazer o devido apuramento da causa da alegada avaria. TV Samsung: O Equipamento não arrancava ficando apenas com o piloto ligado. Foi recolhido para testes em laboratório. Foi testado com uma fonte de alimentação igual, de testes, e verificou-se a varia interna da mainboard sem relação com alteração de corrente elétrica. O nosso técnico não foi informado de qualquer periférico (BOX) danificado que estivesse ligado ao equipamento. Computador HP: O Equipamento liga, mas não apresentava imagem no ecrã e o seu transformador debitava voltagem. O reparador do Cliente informa que a mainboard está danificada, por descarga que entrou pela placa de rede. Este modelo não possui placa de rede. Recolhemos equipamento para testes exaustivos em laboratório, constatou-se avaria interna da mainboard sem relação com alteração da corrente elétrica. O transformador original está funcional; o portátil reconhece o transformador, apresentando o sinal luminoso na ficha dc-in e acende o led indicador que está ligado, ao pressionar o botão power. A avaria poderá estar relacionada com o facto do equipamento ter o processador soldado e gráfica incorporada. Impressora HP: Informaram que substituíram o transformador, contudo não facultaram o transformador danificado para análise, impossibilitando o apuramento da causa da avaria. Na expectativa de termos esclarecido, apresentamos os nossos cumprimentos [cid:image001.png@01D76824.C902E340] ----- Fim da mensagem de Gestão de Reclamações ----- ----- Fim da mensagem de Gestão de Reclamações -----

LIBERTY SEGUROS

Para: A. M.

23/06/2021

Este caso foi comunicado e irá ser analisado pela Comunicação Social, não há qualquer razoabilidade naquilo que dizem. Foram-vos apresentadas fotos dos danos nos transformadores queimados da impressora e de um dos televisores e voces continuam a dizer que os eletrodomésticos foram para a reciclagem quando os tenho na minha posse? Absolutamente ridículo! Vou até às últimas consequências e voces vão-se responsabilizar porque pago um seguro para esse efeito! Cumprimentos, Agostinho Martins ----- Mensagem de Gestão de Reclamações --------- Data: Wed, 23 Jun 2021 10:42:06 +0000 De: Gestão de Reclamações Assunto: RE: Re: RECLAMAÇaO (CPTPT01284730-62) _PC-505b- PROCESSO N° 20204000016173 Para: Carlos Martins Cc: Caro Sr Carlos Martins, Para que nos seja possível assumir a responsabilidade pela indemnização dos danos reclamados é condição essencial que fique provado o nexo causal entre estes e uma descarga elétrica. Tal condição não se verifica pelo motivos apresentados anteriormente, mas que abaixo transcrevemos. Desumidificador: Este equipamento estava reparado (troca do relé no módulo). Da análise efetuada, não foi constatada qualquer reparação (na zona em questão, as soldas mantinham-se uniformes) TV LG: Foi apresentado um equipamento que indicaram ser o equipamento novo, tendo informado que o danificado foi para reciclagem. Não foi possível analisar o equipamento danificado e fazer o devido apuramento da causa da alegada avaria. TV Samsung: O Equipamento não arrancava ficando apenas com o piloto ligado. Foi recolhido para testes em laboratório. Foi testado com uma fonte de alimentação igual, de testes, e verificou-se a varia interna da mainboard sem relação com alteração de corrente elétrica. O nosso técnico não foi informado de qualquer periférico (BOX) danificado que estivesse ligado ao equipamento. Computador HP: O Equipamento liga, mas não apresentava imagem no ecrã e o seu transformador debitava voltagem. O reparador do Cliente informa que a mainboard está danificada, por descarga que entrou pela placa de rede. Este modelo não possui placa de rede. Recolhemos equipamento para testes exaustivos em laboratório, constatou-se avaria interna da mainboard sem relação com alteração da corrente elétrica. O transformador original está funcional; o portátil reconhece o transformador, apresentando o sinal luminoso na ficha dc-in e acende o led indicador que está ligado, ao pressionar o botão power. A avaria poderá estar relacionada com o facto do equipamento ter o processador soldado e gráfica incorporada. Impressora HP: Informaram que substituíram o transformador, contudo não facultaram o transformador danificado para análise, impossibilitando o apuramento da causa da avaria. Na expectativa de termos esclarecido, apresentamos os nossos cumprimentos [cid:wZcw4_SKDIfHay3Bx36gMxg@ptmail-php05] ----- Fim da mensagem de Gestão de Reclamações ----- ----- Fim da mensagem de Gestão de Reclamações ----- ----- Fim da mensagem de Gestão de Reclamações -----