voltar

Fidelização e débito de seguro de forma fraudulenta por parte da Radio Popular e Domestic & General

Com intervenção da DECO PROTESTE

Esta reclamação é pública

Reclamação

A. R.

Para: Radio Popular Eletrodomésticos, SA

21/01/2021

Em fevereiro de 2020 adquiri um smartwatch na loja Rádio Popular nas Caldas da Rainha, foi-me proposto um seguro em que pagaria 8 euros por mês, ao qual eu recusei por não ver a mínima vantagem. O funcionário da loja foi muito insistente, mas eu sempre recusei. Até que o empregado da loja me propôs outro seguro. Pagaria 8 euros naquele momento e se algo acontecesse ao produto pagaria mais 8 euros e ficaria assim solucionado. Efetuei o pagamento e foi me entregue junto com a fatura alguns papéis. Foi me dito pelo mesmo funcionário que caso quisesse ativar o seguro bastaria apresentar esses mesmos documentos, documentos esses que eu não li pois confiei na honorabilidade do funcionário. Qual não foi o meu espanto quando em dezembro em conversa com a minha gestora de conta percebi que estava a ser debitada na minha conta desde fevereiro 8 euros por um seguro. Fui verificar os documentos e percebi que tinha sido enganado pelo funcionário, mas também verifiquei que os documentos que tinha em minha posse apenas estavam assinados pela seguradora. Dirigi-me à loja da Radio Popular nas Caldas da Rainha afim de conversar com o gerente de loja. Expliquei-lhe o sucedido, qual tinha sido o funcionário que me tinha enganado, pedi-lhe a cópia da apólice por mim assinada e também da minha autorização para debitarem dinheiro da minha conta. Fiz também questão de mostrar todos os documentos que tinha em minha posse e que nenhum deles estava assinado por mim. Foi-me dito pelo gerente que esses documentos não se encontravam na loja e que teria de solicitar á seguradora (Domestic & General). Após terminar a conversa educadamente pedi o livro de reclamações e expus a situação. No dia seguinte entrei em contacto com a seguradora e solicitei os mesmos documentos, foi-me enviada uma apólice apenas assinada pela seguradora. Voltei a solicitar e voltaram a enviar uma apólice apenas assinada pela seguradora. Entretanto passado mais de um mês, dezenas de chamadas efetuadas por mim para a seguradora e múltiplos e-mails lá me dão a resposta que esses mesmos documentos a existirem estarão nas mãos da Radio Popular. Entretanto também recebo uma carta da Radio Popular relativamente à reclamação dizendo que a loja de Caldas da Rainha lhes deu a informação que todos os documentos estão em minha posse. A conclusão a que posso chegar é que fui enganado pelo funcionário e a Radio Popular juntamente com a Domestic & General foram coniventes com a situação uma vez que ativaram um seguro e respetivo débito direto sem nenhum documento assinado por mim, sendo isto na minha opinião um ato gravíssimo.

Solução pretendida

  • Reembolso, pedido de desculpas e indeminização

Resposta (12)

Enviada à DECO PROTESTE a 21 janeiro 2021

DECO PROTESTE

Para: A. R.

30/01/2021
Esta resposta é privada

DECO PROTESTE

Para: A. R.

03/02/2021
Esta resposta é privada

A. R.

Para: DECO PROTESTE

03/02/2021
Esta resposta é privada

A. R.

Para: DECO PROTESTE

03/02/2021
Esta resposta é privada

DECO PROTESTE

Para: A. R.

05/02/2021
Esta resposta é privada

A. R.

Para: DECO PROTESTE

05/02/2021
Esta resposta é privada

A. R.

Para: DECO PROTESTE

10/02/2021
Esta resposta é privada

DECO PROTESTE

Para: A. R.

15/02/2021
Esta resposta é privada

A. R.

Para: DECO PROTESTE

15/02/2021
Esta resposta é privada

DECO PROTESTE

Para: A. R.

20/02/2021
Esta resposta é privada

DECO PROTESTE

Para: A. R.

20/02/2021
Esta resposta é privada

A. R.

Para: DECO PROTESTE

20/02/2021
Esta resposta é privada