voltar

Cobrança Indevida

Caso encerrado Resolvida com sucesso

Esta reclamação é pública

Reclamação

M. H.

Para: Victoria Seguros

17/12/2020

Prezados, boa tarde. Venho por intermédio desta contestar a cobrança que recebi no dia 02/12/2020 a respeito de um procedimento que o seguro indicou ser doença preexistente. Ocorre que ao entrar em contato telefônico com o vosso suporte a atendente informou que doenças consideradas preexistentes são aquelas que já são conhecidas pelo segurado antes mesmo de a empresa o cadastrar no seguro. Ocorre que no dia 01/09/2020 fui a uma consulta de Gastrenterologia na Clínica CUF Belém a fim de investigar as minhas dores na região abdominal que ja duravam 3 semanas bem como episódios desinteira, presença de sangue nas fezes, náuseas. Depois pedido do Dr. Antônio Dias, foi solicitado uma ecografia abdominal para se verificar os orgão internamente. Tal exame foi realizado no dia 10/09/2020, onde efetuei o devido pagamento com a minha participação no seguro. Porém depois de 02 meses recebo na minha residência uma carta informando que devo efetuar o pagamento por conta de uma suposta doença preexistente: de um valor que para mim não faz nenhum sentido, uma vez que não havia nenhum tipo de doença preexistente, inclusive a grande parte dos sintomas eu nunca sequer tinha tido antes em toda minha vida. O conceito de doença pré existente é: Doença ou lesão preexistente é a patologia que o consumidor saiba ser portador ou sofredor à época de ingresso no seguro. O que é uma doença preexistente ou crônica: É considerada uma doença preexistente ou crônica qualquer patologia cujos sintomas tenham começado antes da contratação do seguro, se o segurado sofrer uma recaída ou piorar 30 dias antes do contrato de seguro, este motivo será excluído como justificativa para a cobertura de cancelamento. No caso de dúvidas a seguradora reserva-se o direito de enviar um perito médico da empresa para preparar um relatório ou até mesmo um perito médico externo e independente. Nessa questão a seguradora não enviou nenhum perito para averiguar a situação referente a doença preexistente. O que se está a passar é que a Victoria Seguros está a alegar uma doença preexistente sem qualquer fundamento que de embasamento e justifique essa tomada de decisão - não há qualquer prova de doença preexistente e mesmo assim a seguradora está a enviar uma cobrança absurda sem qualquer fundamento. Repito, a maior parte dos sintomas que me levaram a procurar o gastroenterologista eu nunca sequer apresentei antes em toda minha vida: a forte dor abdominal, a disenteria constante intercalada com prisão de ventre, o sangue nas fezes. Ou seja, mesmo sem qualquer fundamento que de embasamento e justifique a alegação de doença preexistente vocês me encaminharam uma cobrança informando que devo efetuar o pagamento de 95,30€ referente as informações abaixo: 01/09/2020 - Clínica CUF Belém - Consulta de Gastrenterologia 10/09/2020 - Hospital Lusíadas Lisboa - Ecografia Abdominal 10/09/2020 - Hospital Lusíadas Lisboa - KIT de EPIs Imagiologia 28/09/2020 - Hospital da Luz - Consulta de Gastrenterologia Aos 28/09/2020 quando as dores, disinteria e vômitos aumentaram procurei de forma emergencial a Dra Catarina no Hospital da Luz que me solicitou novos exames, dentre eles uma Colonoscopia com sedação que precisava de autorização por parte da Victoria para realização - essa colonoscopia foi aprovada e acabou por nao ser realizada por motivos pessoais. Qual foi a minha surpresa quando mesmo após terem aprovado o exame ( que se por acaso se tratasse de doença preexistente não seria aprovado) a Victoria me enviou a cobrança por motivo de doença preexistente referente a consulta médica que originou o exame. Percebem a grande contradição? Quando da receção da carta, liguei ao apoio cliente para pedir esclarecimentos e a agente Sra Luzia Pinto me disse primeiramente que a cobrança se dava porque os sintomas haviam começado antes da minha inclusão no seguro, quando disse que começaram em agosto e minha apólice teve inicio em julho a Sra. Luzia disse, em contradição, que a cobrança se dava ao fato de eu ter utilizado o seguro antes de completar 12 meses de sua contratação, e ainda confirmou que uma vez contratado o seguro eu não devia te-lo usado antes de completar 1 ano. Tal informação não só é falsa e mentirosa (a atendente claramente apenas queria desligar a chamada) como não tem o menor cabimento. Por fim, deixo minha decepção e descontentamento com a Victoria Seguros, certamente eu esperava mais de uma empresa tão grande e com parceria com um banco gigante com o BNP Paribas. Informo desde já que dada a falta de embasamento para a cobrança eu não irei realizar o pagamento e que a Victória não tomando as devidas ações será acionado a Deco Proteste e se preciso for seguirei com execução de processo. No aguardo do vosso contacto. Com os melhores cumprimentos

Solução pretendida

  • Revisão da fatura

Resposta (1)

Victoria Seguros

Para: M. H.

28/12/2020

Exmos. Senhores Fazemos referencia à vossa comunicação eletrónica abaixo e que mereceu a nossa cuidada atenção. A legislação atualmente em vigor, concretamente, a Norma Regulamentar n°. 10/2009-R, de 25 de junho, alterada pela Norma Regulamentar n.° 2/2013-R, de 10 de janeiro, da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões e que decorre da entrada em vigor do Decreto-Lei n°. 2/2009 de 5 de janeiro, define as regras de apresentação e gestão de reclamações, quer pelas Empresas de Seguros, quer pelo Provedor do Cliente. Neste contexto, a reclamação apresentada em 17.12.2020 (em anexo) foi considerada elegível para tratamento pela área interna de Gestão de Reclamações desta Seguradora. Também de acordo com o normativo atrás referido, o prazo para o tratamento e resposta à reclamação é de 20 dias seguidos, contados a partir da data da respetiva receção. O prazo de resposta à reclamação poderá ser alargado para 30 dias nos casos que revistam especial complexidade, sendo dado conhecimento desse facto. Assim, e concluída que esteja a análise à presente reclamação, voltaremos ao vosso contacto com a nossa resposta que será enviada ao nosso Cliente. Agradecendo a vossa comunicação, estamos ao dispor. Com os melhores cumprimentosWith best regards Hugo Feliciano VICTORIA Seguros Unidade de Apoio ao Cliente Gestor Unidade de Apoio ao Cliente Tel.: +351 213134409 Fax: +351 211124509 E-mail: Unidade.Apoio.Cliente@victoria-seguros.pt [Client 3D] O presente e-mail encontra-se ao abrigo do novo acordo ortográfico. Esta mensagem dirige-se única e exclusivamente ao seu destinatário. Se recebeu esta mensagem por engano, solicitamos que o comunique de imediato ao remetente e proceda à sua destruição. Se o recetor desta mensagem não for o destinatário indicado, fica expressamente proibido de a divulgar, copiar ou endereçar a terceiros. Alertamos para que o seu conteúdo pode ser alterado, adulterado ou falsificado, pelo que deverá ser confirmado por carta endereçada à VICTORIA, por forma a garantir a sua autenticidade. Para mais informações sobre a VICTORIA - Seguros consulte o nosso site institucional: :www.victoria-seguros.pt Este e-mail é amigo do ambiente, pondere antes de o imprimir!