voltar

Comissão de encargos de devolução de pagamento

Caso encerrado Resolvida sem sucesso

Esta reclamação é pública

Reclamação

M. R.

Para: UNICRE

06/06/2020

Tenho o cartão Deco-Proteste desde o passado mês de Agosto de 2019. Pedi o cartão pois tem um cashback de 1%. Tenho por hábito adiantar os pagamentos dos extractos por forma a gerir melhor a minha tesouraria. Em Dezembro-2019 acabei por efectuar o pagamento dois dias úteis antes de cair o débito directo na conta à ordem. Qual não é o meu espanto que me cobraram despesas de devolução de pagamento, quando à data da cobrança do débito não só o valor total do extracto já estava pago, como uma verba adicional que entretanto tinha usado. Contactei os serviços da Unicre, que se recusaram a devolver o referido valor. Questionei ainda quando seriam creditados os cashbacks, disseram que só final de cada trimestre. No dia 12 de Janeiro creditaram 12,50€ na conta à ordem. Ora se, durante os primeiros meses de utilização do cartão, gastei mais de 3.000€, 1% corresponde a 30,00€. Nunca me mostraram as contas de como chegaram ao valor de 12,50€! Entretanto no passado dia 8 de Abril, creditaram mais 8,90€ na conta à ordem. Pois neste segundo trimestre gastei mais de 3.000€, novamente 1% corresponde a 30,00€. Contas nem vê-las! Para cumulo de isto tudo, no passado dia 2 de Maio, fiz novo pagamento do valor total em dívida no cartão - superior ao valor do extracto - estando o débito directo agendado para o dia 8 de Maio, qual não é o meu espanto ao dia 13 de Maio cobram-se novamente de encargos de devolução de pagamento. Tenho cartões de crédito desde 1997, nunca paguei uma única comissão de atraso de pagamento devida ou indevida, só com estes senhores. Devo dizer ainda que tenho um cartão de crédito Wizink, ainda do tempo do Citycard. No qual já caíram débitos na conta à ordem sem que esta estivesse provisionada. Contactei-os e devolveram-me sempre as referidas comissões, incluindo os juros, pois acabo por pagar 1 ou 2 dias após o sucedido. E já foram cerca de uma dúzia de vezes. Sei por contacto com o callcenter, que revertem esses movimentos até 2 por ano, desde que o cliente pague o referido débito no prazo de 48h.

Solução pretendida

  • Reembolso: € 80,20