back

Cativo de valores indevidos

Caso encerrado Resolvida com sucesso

Esta reclamação é pública

Your complaint

M. C.

Para: Caixa Geral de Depósitos

21/08/2019

Venho por este meio comunicar a V.Exas de que, no dia 20 de Agosto de 2019, percebi a minha conta na Caixa Geral de Depósitos bloqueada com a totalidade do saldo do meu ordenado mínimo de 600€cativo. Dirigi-me ao balcão da CGD da Pontinha e fui muito bem atendida pelo Gerente ou sub gerente Dr.Pedro, o qual apresentei a queixa por escrito e que iria fazer chegar a reclamação à Dra Carla Nunes da "DAP". Esta senhora disse-me que iria mandar para casa a documentação necessária para fazer um acordo de pagamento em prestações de um cartão de crédito que até hoje nunca chegou nada. Como devem de calcular não posso estar à espera árduo eterno que Sua Exa no desbloqueio parte do cativo referente ao ordenado mínimo estabelecido por Lei, não foi respeitado e salvaguardado como a lei indica no numero 5 do Artigo 738.º, no que respeita a Bens parcialmente penhoráveis: “5 — Na penhora de dinheiro ou de saldo bancário, é impenhorável o valor global correspondente ao salário mínimo nacional . Manifestei também por escrito na Reclamação Portal da Queixa nº Nº 31024319 e informei também por escrito ao Banco de Portugal da irregularidade de processo de cobrança. Agradeço esclarecimento em relação a esta ilegalidade cometida pela instituição bancária em questão. Esta situação, torna evidente a violação do artigo em causa (738º), e esta violação foi efetuada pelo funcionário que levou a esta situação não tendo em conta que tem que salvaguardar o valor do ordenado mínimo nacional, 600€. Pergunto: qual é o processo Judicial em que o funcionário de baseou para bloquear a minha conta que nunca poderá ser bloqueada em valores inferiores a 600€. Neste momento encontro-me privada de qualquer meio de subsistência e sobrevivência humana. Volto a referir que Solicito que desbloqueiem o saldo que por lei não é penhorável. Preciso dele para sobreviver! Cliente da CGD nº3180123 com o número de conta 0809012618230

Solução pretendida

  • Reembolso: € 600,00

Messages (4)

Caixa Geral de Depósitos

Para: M. C.

22/08/2019

Exmos. Senhores Confirmamos o registo do seu contacto ao qual atribuímos a referencia 01919014203. Estamos empenhados em tratar com rigor e celeridade as exposições que nos são remetidas. Assim, faremos o que estiver ao nosso alcance para esclarecer e corrigir rapidamente o sucedido. A resposta será assegurada em 15 dias úteis pela Direção de Organização e Qualidade. Este prazo poderá ser excedido quando a natureza da reclamação ou a sua resolução o exigirem. Agradecendo o V/ contacto, apresentamos os melhores cumprimentos, [cid:image001.png@01CF78F2.EB960550] DOQ .www.cgd.pt Antes de imprimir esta mensagem, pense no meio ambiente. Este e-mail, assim como os ficheiros eventualmente anexos, é reservado aos seus destinatários, e pode conter informação confidencial ou estar sujeito a restrições legais. Se não é o seu destinatário ou se recebeu esta mensagem por motivo de erro, solicitamos que não faça qualquer uso ou divulgação do seu conteúdo e proceda à eliminação permanente desta mensagem e respetivos anexos. Caixa Geral de Depósitos, S.A. Sede Social: Av. João XXI, 63, 1000-300 LISBOA Capital Social 3 844 143 735,00 Eur CRCL e Contribuinte 500 960 046 Condições gerais

M. C.

Para: Caixa Geral de Depósitos

22/08/2019

Bom dia, relativamente às vossas respostas automáticas e generalizadas iguais para todos e diplomaticamente corretas nada me dizem. Agradeço esclarecimento em relação a esta ilegalidade cometida pela instituição bancária em questão. Esta situação, torna evidente a violação do artigo em causa (738º), e esta violação foi efetuada pelo funcionário que levou a esta situação não tendo em conta que tem que salvaguardar o valor do ordenado minimo nacional, 600€, a minha conta nunca poderá ser bloqueada em valores inferiores. Até porque neste momento encontro-me privada de qualquer meio de subsistência e sobrevivência humana. Volto a referir que Solicito que desbloqueiem o saldo que por lei não é penhorável. Preciso dele para sobreviver!

M. C.

Para: Caixa Geral de Depósitos

22/08/2019

Bom dia, relativamente às vossas respostas automáticas e generalizadas iguais para todos e diplomaticamente corretas nada me dizem. Agradeço esclarecimento em relação a esta ilegalidade cometida pela instituição bancária em questão. Esta situação, torna evidente a violação do artigo em causa (738º), e esta violação foi efetuada pelo funcionário que levou a esta situação não tendo em conta que tem que salvaguardar o valor do ordenado minimo nacional, 600€, a minha conta nunca poderá ser bloqueada em valores inferiores. Até porque neste momento encontro-me privada de qualquer meio de subsistência e sobrevivência humana. Volto a referir que Solicito que desbloqueiem o saldo que por lei não é penhorável. Preciso dele para sobreviver!

Caixa Geral de Depósitos

Para: M. C.

16/09/2019

N/Refª: 105093693-01 Ex.ma Senhora, Fazendo referencia ao processo acima identificado e na sequência da nossa interpelação à reclamada, vimos pela presente informar V. Ex..ª de que recebemos uma comunicação de resposta, que anexamos. Caso considere que a resposta vai de encontro ao pretendido, muito agradecemos que o confirme, encerrando o processo, na sua Reclamação CPTPT00712801-45, na nossa plataforma s:www.deco.proteste.pt/reclamar/as-minhas-reclamacoes Permanecendo ao dispor de V. Exa. para qualquer esclarecimento adicional, apresentamos os nossos melhores cumprimentos. A sua opinião sobre a qualidade dos nossos serviços é importante. Se pretender participar num pequeno questionário, clique no link abaixo: s:eu5se.voxco.com/SE/?st=63MueFIADdmPqq9aaoSmC3%2BRjyg%2FJQUwH148WoAJRH8%3Dandurlimport=1andquestlist=categ;sessionidandcateg=SAIandsessionid=10916225 Serviço de Informações [cid:000901d56cae$f3d9d031$_CDOSYS2.0] www.deco.proteste.pt este texto respeita as regras do novo acordo [s:ecdocumentstoragepro.blob.core.windows.net/mail-images-pt-pt/mobilidade.png] -----Mensagem original----- De: "Espaço Cliente CGD" Enviada: quarta-feira, 11 de setembro de 2019 17:47 Para: "informacao@deco.proteste.pt" Assunto: Conta de depósitos à ordem Assunto: Conta de depósitos à ordem N/ Referência: 01919014203 V/ Referência: CPTPT00712801-45 Exmos. Senhores, Informamos que, em 2019-09-11, remetemos a MARIA MANUELA CAPELA MENDONCA SA CARVALHO, a resposta relativa à reclamação mencionada em assunto, apresentada por V. Exas. em seu nome. Apresentamos os melhores cumprimentos, Direção de Organização e Qualidade Ana Águas (Diretora Adjunta)