Brisa-Auto Estradas de Portugal SA


Esta reclamação é pública

  • F. M. Para Brisa-Auto Estradas de Portugal SA

    Venho por este meio pedir para que me seja restituído a coima e custas de processo que tive que pagar por nunca me ter chegado a cobrança de portagens à morada de registo no livrete. Em Maio do ano passado o carro do meu marido foi a arranjar e o mecânico é que o veio buscar para que fosse para a oficina. Não tendo conhecimento que este tinha passado por portagens, não procedemos ao pagamento das ditas portagens. Sei que se não procedermos ao pagamento das portagens antes de chegar a qualquer processo de execução fiscal a própria empresa envia uma comunicação a informar o valor em divida mais uma taxa, que teriam sido pagas se houvesse esse conhecimento. Recebo então, em Maio deste ano, a notificação fiscal de uma divida que não tinha conhecimento. Dirigi-me ao posto das finanças para saber do que se tratava e então mostraram-me a tal carta que foi enviada para uma morada que já não deveria constar no registo uma vez que o carro em questão à data do envio dessa carta já tinha sido alterada. A coima e custas do processo estão liquidadas e as portagens mais taxas também. A única coisa que exijo é que me seja devolvido o valor da Coima e Custas do processo no valor de 63.25€. Assim como recebi a carta das finanças na morada correcta também deveria ter recebido a carta inicial da Brisa para que fosse feito o pagamento das portagens imediatamente.

    Detalhes da reclamação

    Venho por este meio pedir para que me seja restituído a coima e custas de processo que tive que pagar por nunca me ter chegado a cobrança de portagens à morada de registo no livrete. Em Maio do ano passado o carro do meu marido foi a arranjar e o mecânico é que o veio buscar para que fosse para a oficina. Não tendo conhecimento que este tinha passado por portagens, não procedemos ao pagamento das ditas portagens. Sei que se não procedermos ao pagamento das portagens antes de chegar a qualquer processo de execução fiscal a própria empresa envia uma comunicação a informar o valor em divida mais uma taxa, que teriam sido pagas se houvesse esse conhecimento. Recebo então, em Maio deste ano, a notificação fiscal de uma divida que não tinha conhecimento. Dirigi-me ao posto das finanças para saber do que se tratava e então mostraram-me a tal carta que foi enviada para uma morada que já não deveria constar no registo uma vez que o carro em questão à data do envio dessa carta já tinha sido alterada. A coima e custas do processo estão liquidadas e as portagens mais taxas também. A única coisa que exijo é que me seja devolvido o valor da Coima e Custas do processo no valor de 63.25€. Assim como recebi a carta das finanças na morada correcta também deveria ter recebido a carta inicial da Brisa para que fosse feito o pagamento das portagens imediatamente.

    Solução pretendida

    Reembolso: € 63,25

    Documentos anexados
    • Documento comprovativo
    • Documento comprovativo

Precisa de apoio?

Peça ajuda aos nossos juristas

211 215 750

Dias úteis, das 9 às 18 horas