Com intervenção da DECO PROTESTE

N Seguros Zona Industrial da Maia I, Setor IX (Norte), Lote 20, Moreira da Maia, Maia


Esta reclamação é pública

  • A. P. Para N Seguros

    Boa tarde, Apólice 5807114 Matrícula 83-BI-19 N/Ref: Processo Litígio n.º: 6 488 Apólice: 31.5807114 Venho por este meio (Deco) expor a situação do ocorrido no dia 20/05/19, para ser ressarcido do dinheiro que tive que pagar do reboque. No dia 20/05/19 infelizmente tive uma avaria com o meu carro, liguei para assistência em viagem a solicitar o reboque, das 3 vezes que liguei para os vossos serviços foi me negado o serviço de assistência em viagem, da última vez creio que falei com o gerente/supervisor não tenho a certeza mas o nome da pessoa é o Sr. Rui Guerreiro. Das 3 vezes alegaram que a razão pela qual a minha apólice de assistência em viagem não cobria este tipo de avaria(sobre aquecimento do carro). Tive que pagar 350 euros do reboque (factura em anexo) os quais espero ser ressarcido por v.excelencias. Entretanto o carro está na oficina com a junta da cabeça queimada (orçamento em anexo). Acerca de dois dias liguei para os vossos serviços para que me facilitassem por e-mail as condições especiais da minha apólice e para que me indicassem especificamente em que ponto ou alínea das condições especiais da assistência em viagem está escrito que este tipo de avaria (sobreaquecimento) não está coberto pela apólice! Continuo há espera do documento por escrito onde isso vem mencionado e até há data os vossos serviços não me enviaram uma cópia onde esteja escrito as razoes que voces alegam. Obviamente a pessoa com quem Falei por telefone confirmou que efectivamente não está escrito em lado nenhum das condições especiais que o sobreaquecimento dum veículo não dá direito á assistência em viagem/reboque. Venho por este meio solicitar a v.excelencias que retifiquem a situação e que me devolvam os 350 euros que indevidamente eu tive que pagar pelo reboque. Aguardo a vossa resposta. Com os melhores cumprimentos Antonio Pires

    Detalhes da reclamação

    Boa tarde, Apólice 5807114 Matrícula 83-BI-19 N/Ref: Processo Litígio n.º: 6 488 Apólice: 31.5807114 Venho por este meio (Deco) expor a situação do ocorrido no dia 20/05/19, para ser ressarcido do dinheiro que tive que pagar do reboque. No dia 20/05/19 infelizmente tive uma avaria com o meu carro, liguei para assistência em viagem a solicitar o reboque, das 3 vezes que liguei para os vossos serviços foi me negado o serviço de assistência em viagem, da última vez creio que falei com o gerente/supervisor não tenho a certeza mas o nome da pessoa é o Sr. Rui Guerreiro. Das 3 vezes alegaram que a razão pela qual a minha apólice de assistência em viagem não cobria este tipo de avaria(sobre aquecimento do carro). Tive que pagar 350 euros do reboque (factura em anexo) os quais espero ser ressarcido por v.excelencias. Entretanto o carro está na oficina com a junta da cabeça queimada (orçamento em anexo). Acerca de dois dias liguei para os vossos serviços para que me facilitassem por e-mail as condições especiais da minha apólice e para que me indicassem especificamente em que ponto ou alínea das condições especiais da assistência em viagem está escrito que este tipo de avaria (sobreaquecimento) não está coberto pela apólice! Continuo há espera do documento por escrito onde isso vem mencionado e até há data os vossos serviços não me enviaram uma cópia onde esteja escrito as razoes que voces alegam. Obviamente a pessoa com quem Falei por telefone confirmou que efectivamente não está escrito em lado nenhum das condições especiais que o sobreaquecimento dum veículo não dá direito á assistência em viagem/reboque. Venho por este meio solicitar a v.excelencias que retifiquem a situação e que me devolvam os 350 euros que indevidamente eu tive que pagar pelo reboque. Aguardo a vossa resposta. Com os melhores cumprimentos Antonio Pires

    Solução pretendida

    Reembolso: € 350,00

    Documentos anexados
    • Documento comprovativo
    • Documento comprovativo
  • Enviada à DECO PROTESTE a 02 junho 2019
  • Mensagem privada

Precisa de apoio?

Peça ajuda aos nossos juristas

211 215 750

Dias úteis, das 9 às 18 horas