Ediclube-Edição e Promoção do Livro Lda


Esta reclamação é pública

  • A. R. Para Ediclube-Edição e Promoção do Livro Lda

    A minha filha estava na rede social Instagram, quando viu um anuncio sobre um curso de Maquilhagem profissional e caracterização, e posto isso, pediu mais informações sobre o curso. Passado uns dias recebeu uma chamada de uma escola chamada "escola internacional de estilismo e moda" onde a Senhora com que a minha filha falou mais parecia estar a ler um guião, a falar depressa e quase a obrigou a aceitar as condições propostas, não referindo que tinha um prazo de 14 dias para a suposta devolução de o material caso não quisesse. A minha filha pagou a primeira prestação dia 5 de Novembro de 2018, e só recebeu os seus materiais passado quase 1 mês. Não assinou qualquer contrato e muito menos assinou a autorização do debito directo, papeis esses que caso eu aceitasse os acordos do curso, deveria então enviar essas autorizações. Posto isto, a minha filha neste preciso momento encontra-se desempregada, e não tem quaisquer condições para pagar o curso, entrou em contacto com a Ediclub, e eles de uma maneira super rude, disseram que não seria possível cancelar o contrato, que era um contrato via telefónica, e que deveria de saber que tinha um prazo de 14 dias para entregar as coisas. Pediu para falar com a pessoa responsável pela ediclube, e a senhora em questão disse que não passava e que era a responsável por esta chamada, e ameaçando que se ela não pagasse as prestações, iria para contencioso.Contratos só celebrados telefonicamente sem documentos assinados são legais, havendo motivos plausíveis não se pode cessar este contrato

    Detalhes da reclamação

    A minha filha estava na rede social Instagram, quando viu um anuncio sobre um curso de Maquilhagem profissional e caracterização, e posto isso, pediu mais informações sobre o curso. Passado uns dias recebeu uma chamada de uma escola chamada "escola internacional de estilismo e moda" onde a Senhora com que a minha filha falou mais parecia estar a ler um guião, a falar depressa e quase a obrigou a aceitar as condições propostas, não referindo que tinha um prazo de 14 dias para a suposta devolução de o material caso não quisesse. A minha filha pagou a primeira prestação dia 5 de Novembro de 2018, e só recebeu os seus materiais passado quase 1 mês. Não assinou qualquer contrato e muito menos assinou a autorização do debito directo, papeis esses que caso eu aceitasse os acordos do curso, deveria então enviar essas autorizações. Posto isto, a minha filha neste preciso momento encontra-se desempregada, e não tem quaisquer condições para pagar o curso, entrou em contacto com a Ediclub, e eles de uma maneira super rude, disseram que não seria possível cancelar o contrato, que era um contrato via telefónica, e que deveria de saber que tinha um prazo de 14 dias para entregar as coisas. Pediu para falar com a pessoa responsável pela ediclube, e a senhora em questão disse que não passava e que era a responsável por esta chamada, e ameaçando que se ela não pagasse as prestações, iria para contencioso.Contratos só celebrados telefonicamente sem documentos assinados são legais, havendo motivos plausíveis não se pode cessar este contrato

    Solução pretendida

    Apenas a resolução do contrato

    Documentos anexados
    • Documento comprovativo
    • Documento comprovativo

Precisa de apoio?

Peça ajuda aos nossos juristas

211 215 750

Dias úteis, das 9 às 18 horas