Com intervenção da DECO PROTESTE

Gascan-Gases Combustíveis, S.A.


Esta reclamação é pública

  • i. v. Para Gascan-Gases Combustíveis, S.A.

    Foi decidido em assembleia geral de condóminos a mudança para Gás Natural da EDP. No entanto, uma vez que eu tinha contrato com a Gascan de 3 anos e ainda me faltava 1 ano eu nao aceitei a mudança. Contactei a Gascan no sentido de confirmar se haveria algum problema, estes confirmaram que eu nao rescindi o contrato pelo que continuaria a ter gás propano. No entanto dia 27.11 deparei me com falta de gás em casa e pelo que averiguei a instalaºao do gás natural impossibilitava que eu continuasse a receber gas propano. Voltei a contatar a Gascan que informou que desconhecia a situação e que a nova empresa deveria ter desligado o ramal. No entanto a informaçao da Gascan é errada pois teria conhecimento que nao poderia continuar a fornecer gás e foi incapaz de me informar. Estando sem gás durante 2 dias, tive de solicitar a rescisao do contrato pelo que enviei email a 28/11. Nesse mesmo dia,a Gascan informa que teria passado o meu pedido para o departamento responsavel. Nesse mesmo dia informa que vão retirar o contator. Ora, eu nao assinei nada nem autorizei a retirada do contator, algo que os restantes condóminos tiveram que fazer. . Como as moradias tem apenas uma coluna de gás, apenas podemos ter um fornecedor, perante esta situação e como o prédio já estava a ser abastecido pelo gás natural, a Gascan já não me podia fornecer Posto isto notificaram me por email, uma vez que por correio nao recebi ainda a FA, mencionando que estou em divida de 1092.56€ referente as FA 4VE18645396 e 4VE18703127. Espero ter fornecido toda a informação útil. Obrigado.

    Detalhes da reclamação

    Foi decidido em assembleia geral de condóminos a mudança para Gás Natural da EDP. No entanto, uma vez que eu tinha contrato com a Gascan de 3 anos e ainda me faltava 1 ano eu nao aceitei a mudança. Contactei a Gascan no sentido de confirmar se haveria algum problema, estes confirmaram que eu nao rescindi o contrato pelo que continuaria a ter gás propano. No entanto dia 27.11 deparei me com falta de gás em casa e pelo que averiguei a instalaºao do gás natural impossibilitava que eu continuasse a receber gas propano. Voltei a contatar a Gascan que informou que desconhecia a situação e que a nova empresa deveria ter desligado o ramal. No entanto a informaçao da Gascan é errada pois teria conhecimento que nao poderia continuar a fornecer gás e foi incapaz de me informar. Estando sem gás durante 2 dias, tive de solicitar a rescisao do contrato pelo que enviei email a 28/11. Nesse mesmo dia,a Gascan informa que teria passado o meu pedido para o departamento responsavel. Nesse mesmo dia informa que vão retirar o contator. Ora, eu nao assinei nada nem autorizei a retirada do contator, algo que os restantes condóminos tiveram que fazer. . Como as moradias tem apenas uma coluna de gás, apenas podemos ter um fornecedor, perante esta situação e como o prédio já estava a ser abastecido pelo gás natural, a Gascan já não me podia fornecer Posto isto notificaram me por email, uma vez que por correio nao recebi ainda a FA, mencionando que estou em divida de 1092.56€ referente as FA 4VE18645396 e 4VE18703127. Espero ter fornecido toda a informação útil. Obrigado.

    Solução pretendida

    Anulaçao das FA 4VE18645396 e 4VE18703127

    Documentos anexados
    • Documento comprovativo
  • Enviada à DECO PROTESTE a 20 dezembro 2018
  • Mensagem privada

Precisa de apoio?

Peça ajuda aos nossos juristas

211 215 750

Dias úteis, das 9 às 18 horas