Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela PROTESTE INVESTE. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.
1.º MÊS GRATUITO
Conselhos independentes de investimento

Turquia sofre corte do ‘rating’

Data da publicação: 13/03/2018

Lira turca volta a afundar em relação ao euro.

Superando a fasquia de 4,7 liras por 1 euro, a lira turca atinge novos mínimos históricos em relação à moeda europeia. Ao mesmo tempo, a taxa de juro a 10 anos para a dívida da Turquia aproxima-se de 12%. Na base desta evolução recente está um novo corte na classificação da dívida turca pela agência Moody's, mas os problemas não são novos.

 

Apesar da sua dimensão, nunca recomendámos o investimento neste mercado emergente e não há razões para alterar essa perspetiva.

 

O presidente Erdogan continua a querer controlar as instituições e, do ponto de vista económico e financeiro, a falta de independência do banco central turco é preocupante. A sua capacidade de adotar as políticas monetárias mais adequadas em face da situação tem sido questionada. Por exemplo, o Presidente considera que a inflação turca é alta porque as taxas de juros também o são, um ponto de vista diametralmente oposto à teoria económica.

 

Pressionado para não aumentar os juros, o banco central permite que a lira turca enfraqueça, o que aumenta o preço dos bens importados e faz disparar a inflação (10,26% em fevereiro). Fique afastado deste mercado.

Conteúdo reservado para subscritores X

Vantagens exclusivas

  • Conselhos isentos
  • Avaliação de produtos financeiros
  • Carteiras de ações e de fundos

"Sigo os conselhos da Proteste Investe e, este ano, estou a ter uma rentabilidade de 5% na minha carteira de investimento."