Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela PROTESTE INVESTE. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.
1.º MÊS GRATUITO
Conselhos independentes de investimento

Sporting adia pagamento das obrigações

Data da publicação: 11/04/2018

O reembolso das obrigações Sporting SAD 2015-2018 será adiado pelo menos seis meses. A PROTESTE INVESTE já havia alertado para este risco. Não aconselhamos o investimento em obrigações das Sociedades Anónimas Desportivas.

A Sporting SAD anunciou que irá convocar uma Assembleia Geral de obrigacionistas para deliberar o adiamento do reembolso das obrigações em, pelo menos, seis meses (até novembro de 2018).

 

Esta decisão, anunciada em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), é justificada pelas tomadas de posição de “terceiros”. Esta circunstância inviabiliza a nova emissão de obrigações que preparava para maio e que serviria para reembolsar as obrigações que agora se vencem, adianta a empresa.

 

Tendo em conta a situação, é possível que se trate de uma estratégia de pressão sobre os grandes acionistas, que teriam muito a perder com o incumprimento da SAD. Mas o facto é que o pedido está feito, devendo agora aguardar-se pelo que será proposto à assembleia.

 

A negociação das obrigações na Euronext Lisboa (feita por chamada) esteve esta manhã suspensa, tendo o último negócio sido realizado ontem, ligeiramente abaixo do valor de subscrição (99,25%). Acorreram à subscrição destas obrigações mais de 4 mil investidores.

 

Não invista em clubes de futebol

A PROTESTE INVESTE já havia alertado para este risco quando analisámos estas obrigações da Sporting SAD: "a situação financeira das Sociedades Anónimas Desportivas (SAD) deixa-as suscetíveis a riscos que se possam materializar. Por exemplo, estas emissões vão sendo feitas em volumes cada vez maiores, pois é necessário reembolsar as anteriores, acrescidas de encargos. Pode ser difícil imaginar os clubes a desaparecer, mas as SAD não são os clubes e mesmo que não entrem em insolvência, não podemos descartar cenários intermédios, como alterações dos juros ou dos prazos de reembolso".

 

Além do atraso propriamente dito, este tipo de situação pode contribuir para agravar a perceção do risco da SAD “leonina”, podendo tornar futuros financiamentos mais caros e/ou difíceis de obter.

 

Reforçamos o nosso conselho de não investir em obrigações das Sociedades Anónimas Desportivas. Para quem detém os títulos, só resta aguardar e esperar que o adiamento do reembolso seja o menor possível e não passe disso mesmo.

 

Ações do Sporting “congeladas”

Esta semana os acionistas da Sporting SAD foram também confrontados com o “congelamento” da negociação das ações devido às fortes variações da cotação (superiores a 10%).

 

Embora as intervenções recentes de Bruno de Carvalho nas redes sociais, ou as recentes derrotas com o Sporting de Braga e com o Atlético de Madrid, possam ter influenciado a decisão de venda de alguns investidores, a verdade é que com tão pouca negociação em bolsa, grandes variações podem surgir a partir de negócios que envolvem muito pouco dinheiro. O mesmo acontece com as ações do FC Porto SAD e Benfica SAD (embora as ações do Benfica sejam negociadas em contínuo).

 

A falta de liquidez, que está aqui bem espelhada, é um dos motivos pelos quais desaconselhamos investir nas ações das SAD, não obstante a ligação afetiva aos clubes.


Avaliação a pedido

Analisamos o seu produto financeiro

a minha carteira

Teste as suas estratégias de investimento
Criar  

Conteúdo reservado para subscritores X

Vantagens exclusivas

  • Conselhos isentos
  • Avaliação de produtos financeiros
  • Carteiras de ações e de fundos

"Sigo os conselhos da Proteste Investe e, este ano, estou a ter uma rentabilidade de 5% na minha carteira de investimento."