Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela PROTESTE INVESTE. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.
1.º MÊS GRATUITO
Conselhos independentes de investimento

Reino Unido ainda vale a pena?

Data da publicação: 12/07/2017

Desemprego cai, mas o poder de compra também recua. Se algo vai mal na economia britânica, a Bolsa de Londres mantém-se uma boa opção?

 

Em condições normais, quando o desemprego é baixo, há pressão para aumentos salariais. Contudo, não é isso que está a acontecer no Reino Unido. Em 4,5%, a taxa de desemprego está no ponto mais baixo dos últimos 42 anos, mas os salários subiram apenas 2,0% e ficam abaixo da inflação, que atingiu 2,9%. A explicação reside na dececionante progressão da produtividade do trabalho e na grande flexibilidade do mercado laboral.

 

É uma má notícia para os consumidores britânicos, que perdem poder de compra, mas também para a economia como um todo. No passado, o Reino Unido compensa as fraquezas do seu comércio externo e do investimento com o consumo interno. Agora, essa solução tornou-se pouco viável.

 

À queda dos gastos das famílias acresce a incerteza causada pelas negociações do Brexit e o seu impacto negativo nas decisões de investimento das empresas. Com estas componentes debilitadas e o aumento do défice comercial, a economia britânica não tem pontos de sustentação.

 

Apesar deste cenário, há dois fatores que mantêm as ações britânicas relativamente atrativas. Em primeiro lugar, com a libra no valor mínimo face ao euro desde outubro, os ativos do Reino Unido estão comparativamente mais baratos. Em segundo lugar, as grandes empresas cotadas em Londres realizam mais de 70% do volume de negócios no exterior e, em última instância, têm pouca exposição ao mercado interno.

 

Continuamos a aconselhar a subscrição de fundos de ações britânicas no âmbito das nossas carteiras recomendadas. Contudo, o seu peso deve estar limitado a 10% to total da carteira.


Avaliação a pedido

Analisamos o seu produto financeiro

a minha carteira

Teste as suas estratégias de investimento
Criar  

Conteúdo reservado para subscritores X

Vantagens exclusivas

  • Conselhos isentos
  • Avaliação de produtos financeiros
  • Carteiras de ações e de fundos

"Sigo os conselhos da Proteste Investe e, este ano, estou a ter uma rentabilidade de 5% na minha carteira de investimento."