Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela PROTESTE INVESTE. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.
1.º MÊS GRATUITO
Conselhos independentes de investimento
página principal > certificados de aforro > últimas análises

Certificados de Aforro: últimas análises

Certificados de Aforro: devo investir neste tradicional produto de aforro? Acompanhe a evolução do rendimento nas nossas análises.



Análises mais recentes

Produtos do Estado sem informação normalizada

O Estado cria regras para as aplicações financeiras dos bancos, mas nos produtos de aforro de dívida pública, como os certificados de aforro ou do tesouro, as regras são outras.

Certificados de aforro caem na preferência dos portugueses

O montante aplicado em certificados de aforro, no ano passado, caiu 42%. Em 2017, o cenário poderá piorar: com o fim dos prémios fixos nas séries B e C, a remuneração é agora bastante mais baixa e os resgates tenderão também a aumentar significativamente.

Certificados de aforro: manter séries B e C sem o prémio?

O final de 2016 marca o fim do prémio fixo de 2,75% bruto na série C e de 1% na série B dos Certificados de Aforro. A remuneração deste produto depende da Euribor. Com taxas abaixo de zero, será que ainda vale a pena manter estas séries?

Questão do investidor: produtos do Estado têm benefícios fiscais?

Um associado questiona-nos sobre se os produtos do Estado (Certificados de Aforro e Tesouro) têm algum benefício fiscal para pensionistas.

Certificados de aforro série C: devo mantê-los?

Um associado subscreveu certificados de aforro da série C em janeiro de 2015, que beneficia de um prémio de 2,75%. Como esse prémio termina em dezembro, pergunta-nos se deve mantê-los.

Certificados de Aforro mantêm as taxas em outubro

Está em subscrição a série D e no mês de outubro a taxa base é apenas de 0,5% líquida.

Certificados de Aforro rendem 0,5% em agosto

O rendimento está acima da média dos depósitos (0,3%), mas ainda assim é inferior à taxa de inflação prevista para este ano pelo Banco de Portugal (0,7%). Não recomendamos a subscrição.

Certificados de Aforro: 55 anos de vida e taxas a descer em janeiro

Os Certificados de Aforro cumprem 55 anos de existência. Já passaram por muitas fases e quatro séries, com taxas bem melhores do que as atuais. Já tiveram períodos em que os resgates foram superiores às novas aplicações. A atual série D rende pouco e atrai cada vez menos aforro.


Avaliação a pedido

Analisamos o seu produto financeiro

Conteúdo reservado para subscritores X

Vantagens exclusivas

  • Conselhos isentos
  • Avaliação de produtos financeiros
  • Carteiras de ações e de fundos

"Sigo os conselhos da Proteste Investe e, este ano, estou a ter uma rentabilidade de 5% na minha carteira de investimento."