Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela PROTESTE INVESTE. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.
1.º MÊS GRATUITO
Conselhos independentes de investimento

Obrigações BPI sénior continuam a render muito pouco

Data da publicação: 09/10/2017

Se as emissões de obrigações sénior do BPI continuam a ser emitidas é porque continua a haver quem as subscreva, apesar de renderem quase zero. Nem sequer têm a segurança dos depósitos, por isso, não recomendamos!

Mantemos o alerta sobre estes produtos oferecidos pelo BPI que insiste em os comercializar sabendo que o rendimento é de quase zero pontos percentuais. Tanto para o BPI Rendimento Fixo de 2 anos, sobre o qual o banco paga juros semestrais de 0,1% líquidos, ou seja, praticamente nada, como para o do Rendimento fixo crescente de três anos sobre o qual paga juros semestrais a taxa crescente. Em termos efetivos, rende 0,2% líquidos ao ano. É praticamente nada! Não subscreva.

 

BPI Rendimento Fixo (2 anos)

 

Em subscrição até 27 de outubro, as Obrigações Sénior emitidas pelo Banco BPI ao abrigo do Euro Medium Term Note Programme, denominadas em euros com um montante mínimo exigido de 1000 euros, o valor nominal de cada título. Ao subscritor não será cobrada qualquer despesa na subscrição e o banco compromete-se a pagar juros semestrais de 0,1% líquidos, ou seja, praticamente nada.

 

O prazo das obrigações é de dois anos, com o vencimento a 4 de novembro de 2019. O reembolso será feito ao par, ou seja, ao valor nominal. Os juros são pagos semestralmente a 30 de abril e 31 de outubro de cada ano, à taxa bruta de 0,15%. Assim, em termos líquidos recebe 0,108% ao ano.

 

Não está prevista a admissão à cotação em bolsa. Caso necessite do capital antes do vencimento, o BPI assegura a compra do título a uma cotação definida pelo banco, não estando garantido o capital aplicado.

 

Nem todos os produtos de capital garantido apresentam risco nulo ou muito baixo. Estas obrigações são exemplo disso. O mísero rendimento não compensa o risco inerente a estes títulos. Para o prazo de dois anos, prefira melhores depósitos como o do BNI Europa (até 1,3%). Ou aplique em Certificados do Tesouro Poupança Mais, sobre o qual poderá obter 1,1% líquidos ao ano — se aplicar neste prazo — e um mínimo de 1,6% se investir pelo prazo de cinco anos.

 

BPI Rendimento Fixo Crescente (3 anos)

 

As Obrigações Sénior emitidas pelo Banco BPI ao abrigo do Euro Medium Term Note Programme, denominadas em euros. O prazo é de três anos. Está em subscrição no Banco BPI até 27 de outubro. O mínimo é de 1000 euros, o valor nominal de cada título.

 

Caso necessite do capital antes do vencimento, o BPI assegura a compra do título a uma cotação definida pelo banco, não estando garantido o capital aplicado.

 

O vencimento ocorre a 31 de outubro de 2020, pelo valor nominal. Os juros são pagos semestralmente a 30 de abril e 31 de outubro de cada ano, às taxas que constam no quadro. Rende apenas 0,2% líquidos ao ano.

 

Há melhores opções

 

Um investimento a três anos a render 0,2% líquidos ao ano, é perder valor face à inflação. Além disso, fica exposto ao risco e à falta de liquidez. Não recomendamos! Há melhores opções. Para o prazo de três anos, o BNI Europa tem um depósito que rende 1,4% e os Certificados do Tesouro Poupança Mais (CTPM) proporcionam 1,3% líquidos (e um mínimo de 1,6% se investir por cinco anos).


Avaliação a pedido

Analisamos o seu produto financeiro

a minha carteira

Teste as suas estratégias de investimento
Criar  

Conteúdo reservado para subscritores X

Vantagens exclusivas

  • Conselhos isentos
  • Avaliação de produtos financeiros
  • Carteiras de ações e de fundos

"Sigo os conselhos da Proteste Investe e, este ano, estou a ter uma rentabilidade de 5% na minha carteira de investimento."