Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela PROTESTE INVESTE. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.
1.º MÊS GRATUITO
Conselhos independentes de investimento

Maioria dos depósitos a prazo rende menos de 0,5%

Data da publicação: 04/08/2017

De acordo com dados do Banco de Portugal, os bancos continuam a cortar nas remunerações dos depósitos: em 2016, 70% dos depósitos a prazo rendia menos de 0,5%.

O Banco de Portugal revelou recentemente que mais de 70% dos depósitos a prazo simples ofereciam, em 2016, uma taxa de juro anual inferior a 0,5%.

 

De acordo com o Relatório de Acompanhamento dos Mercados Bancários de Retalho, divulgado pela Agência Lusa, no ano passado, 90% dos depósitos a prazo simples comercializados para o público em geral davam de remuneração uma taxa anual nominal bruta (TANB) igual ou inferior a 1%. Além disso, 72% dos depósitos ofereciam mesmo uma taxa inferior a 0,5%.

 

Em 2015, os depósitos simples que ofereciam uma taxa inferior a 0,5% eram 57%.

 

Estes dados demonstram que, tendo em conta a inflação, a remuneração real dos depósitos é muitas vezes praticamente zero, isto sem levar em conta a tributação ou o custo de manutenção de conta.

 

Consulte as taxas oferecidas pelos melhores depósitos a prazo no nosso simulador.

Conteúdo reservado para subscritores X

Vantagens exclusivas

  • Conselhos isentos
  • Avaliação de produtos financeiros
  • Carteiras de ações e de fundos

"Sigo os conselhos da Proteste Investe e, este ano, estou a ter uma rentabilidade de 5% na minha carteira de investimento."