Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela PROTESTE INVESTE. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.
1.º MÊS GRATUITO
Conselhos independentes de investimento
página principal > fiscalidade

Fiscalidade



Análises mais recentes

Como declarar os dividendos no IRS

A fiscalidade dos dividendos, que retira aos acionistas uma parte do rendimento gerado pelo investimento em ações, sempre foi um assunto complexo e alvo de muitas alterações ao longo dos anos. Fique a par das opções fiscais que tem ao seu dispor.

Questão do investidor: É possível deduzir prejuízos com Credit Linked Notes da PT?

“Fui reembolsado de um produto financeiro estruturado ligado à PT, de onde resultaram pesadas menos-valias. Posso considerá-las para efeitos fiscais? Serei obrigado a optar pelo englobamento de rendimentos?

O que esperar do Orçamento do Estado de 2017

Entre as novidades destacamos a tributação das importâncias relativas à exploração de estabelecimentos de alojamento local (taxa de 28%) e os incentivos ao investimento em startups.

Bancos obrigados a comunicar operações em offshores

Os bancos vão ser obrigados, a partir de janeiro, a comunicar ao Banco de Portugal operações bancárias em offshores acima de 15 mil euros.

Grandes contribuintes mais vigiados

As pessoas singulares são agora também abrangidas pela Unidade dos Grandes Contribuintes da Autoridade Tributária.

IMI: DECO saúda Proposta de Lei para atualização automática do valor do imóvel

O Parlamento da Madeira apresentou uma Proposta de Lei para atualização automática do valor patrimonial tributário dos prédios, considerando o coeficiente de vetustez e o valor de construção do imóvel. Uma reivindicação antiga da DECO.

IRS: como pagar menos impostos?

Ao preencher a declaração de IRS verifique se está a fazer as melhores opções para aliviar a sua carga fiscal. A PROTESTE INVESTE ajuda-o a otimizar os seus impostos.

IRS 2015: Englobar ou não?

Os contribuintes têm frequentemente a dúvida se é fiscalmente vantajoso englobar os rendimentos gerados pelos investimentos (juros dos depósitos, rendas de imóveis, mais-valias de ações, dividendos) ou manter a taxa de tributação “normal” que é de 28%.

Tem dúvidas fiscais?

Exclusivo para subscritores

 

 2ª a 6ª feira
 9h - 13h e 14h - 18h
808 200 148 (rede fixa) 21­ 841 87 43 (telemóveis)


Guia Fiscal

Preencha a sua declaração de forma segura e gratuita

Conteúdo reservado para subscritores X

Vantagens exclusivas

  • Conselhos isentos
  • Avaliação de produtos financeiros
  • Carteiras de ações e de fundos

"Sigo os conselhos da Proteste Investe e, este ano, estou a ter uma rentabilidade de 5% na minha carteira de investimento."