Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela PROTESTE INVESTE. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.
1.º MÊS GRATUITO
Conselhos independentes de investimento

Calendário de dividendos: mais cinco datas conhecidas

Data da publicação: 14/05/2018

Foram anunciadas, na semana passada, as datas de pagamento de mais cinco empresas nacionais. Agora já só falta conhecer o calendário de quatro empresas.

Os CTT são os próximos a pagar

 

Depois de a Corticeira Amorim, a EDP, a EDP Renováveis e a Jerónimos Martins já terem pago o dividendo referente ao exercício de 2018, seguem-se mais seis empresas: CTT, NOS, REN, Altri, Sonae e Novabase, cujas datas e respetivos valores a pagar já são conhecidos (ver quadro).

 

Como das restantes empresas nacionais acompanhadas pela PROTESTE INVESTE, cinco não irão pagar qualquer dividendo (BCP, BPI, Cofina, Impresa e Sonae Indústria), falta apenas conhecer as datas de pagamento da Galp Energia, da Navigator, da Semapa e da Sonae Capital. Embora todas já tenham divulgado o valor proposto pelas administrações, este ainda terá de ser aprovado pelas respetivas assembleias gerais de acionistas.

 

CALENDÁRIO DE DIVIDENDOS 2018

Empresa

Data de
pagamento

Dividendo Líquido (1)

CTT

18-maio

0,2736

NOS

25-maio

0,2160

REN

25-maio

0,1231

Altri

30-maio

0,2160

Sonae

30-maio

0,0302

Novabase

05-junho

0,1080

Galp Energia (2)

 

0,2160 (P)

Navigator

 

0,2008 (P)

Semapa

 

0,3686 (P)

Sonae Capital

 

0,0432 (P)

(1) Dividendo por ação, em euros

(2) Já pagou 0,18 euros por ação em setembro, pelo que agora só receberá 0,2160 euros por ação

(P) Valor do dividendo proposto

 


Avaliação a pedido

Analisamos o seu produto financeiro

a minha carteira

Teste as suas estratégias de investimento
Criar  

Conteúdo reservado para subscritores X

Vantagens exclusivas

  • Conselhos isentos
  • Avaliação de produtos financeiros
  • Carteiras de ações e de fundos

"Sigo os conselhos da Proteste Investe e, este ano, estou a ter uma rentabilidade de 5% na minha carteira de investimento."