Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela PROTESTE INVESTE. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.
1.º MÊS GRATUITO
Conselhos independentes de investimento

Avaliação a Pedido: Marsh & Mclennan

Data da publicação: 04/10/2017

Na sequência da nossa análise ao setor dos seguros, um subscritor pergunta-nos sobre esta corretora.

A Marsh & Mclennan (MMC) é uma corretora de seguros e resseguradora americana (marca Guy Carpenter). Está também ativa na consultoria de recursos humanos. Em Portugal, está presente nos seguros através das marcas Marsh (para os seguros) e Mercer Portugal (recursos humanos).

 

Sólida, mas crescimento moderado

 

Nos últimos 5 anos, o crescimento das receitas foi, em média, 4% ao ano. Um valor que não é impressionante se considerarmos que se deve sobretudo a aquisições, fundamentais para o crescimento da MMC.

 

Os lucros cresceram a maior ritmo, graças à reorientação para atividades com margens mais altas. O balanço é financeiramente sólido, o que tem permitido um aumento constante do dividendo (+7% ao ano), mas este está ainda assim em valores baixos: o rendimento do dividendo é de 1,7% (bruto).

 

Nos próximos anos, parece provável que o padrão de crescimento moderado dos lucros se mantenha, com uma progressão lenta das receitas. O setor dos resseguros, em particular, está a sofrer pressão sobre os preços.

 

Não está barata

 

Aos níveis atuais, os indicadores apontam para uma ação que está corretamente avaliada. Por exemplo, a subida da cotação nos últimos meses elevou para 20 o rácio cotação / lucro por ação, o que sugere que a cotação está mais próxima de cara. Em nossa opinião, o potencial a longo prazo não justifica a compra a estes preços. Não invista.

 

Avaliação a pedido

Analisamos o seu produto financeiro

a minha carteira

Teste as suas estratégias de investimento
Criar  

Conteúdo reservado para subscritores X

Vantagens exclusivas

  • Conselhos isentos
  • Avaliação de produtos financeiros
  • Carteiras de ações e de fundos

"Sigo os conselhos da Proteste Investe e, este ano, estou a ter uma rentabilidade de 5% na minha carteira de investimento."