Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos. A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela DECO PROTESTE. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização. Ao utilizar o nosso website você aceita desta Política e consentimento para o uso de cookies. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações em aqui.

Universo DECO:

Algarve: campanha ESTES TRANSPORTES NÃO NOS SERVEM!

30 jun 2017

A DECO Algarve lança hoje, 30 de junho, a campanha ESTES TRANSPORTES NÃO ME SERVEM - faça GREVE ao seu carro. Use os transportes públicos coletivos na região do Algarve.

O projeto pretende compreender as causas do declínio da utilização dos transportes públicos coletivos e despertar os seus utilizadores para as dificuldades que os afetam no quotidiano, mobilizando-os a intervir, como parte interessada, neste setor.

 

Para que o projeto atinja a vida de todos os consumidores algarvios, a DECO, colaborando com entidades e personalidades da região do Algarve, propõe-se realizar cinco percursos de autocarro.

 

 

 

Essas cinco viagens decorrerão entre os seguintes percursos:

  1. Faro e Aeroporto;
  2. Lagos e Sagres;
  3. Albufeira e Faro;
  4. Tôr e Loulé;
  5. Tavira e São Brás de Alportel.

 

Atendendo à especificidade da região, parece-nos que neste período de Verão, em que o Algarve fervilha com turistas, será interessante comprovar a dificuldade/ineficiência dos transportes públicos, tanto para estes consumidores sazonais, como para os residentes na região.

 

Um dos percursos que nos parece mais gritante é o primeiro. Ou seja, a ligação entre o aeroporto e a cidade de Faro, uma vez que os trabalhadores no aeroporto, que maioritariamente trabalham por turnos, não dispõem de uma adequada oferta de carreiras de autocarro.

 

Vamos fazer esse percurso hoje, dia 30 de Junho, às 10h30, acompanhados pelo Presidente da Região do Turismo do Algarve, Desidério Silva, partindo da estação rodoviária da EVA em Faro com destino ao Aeroporto, passando pelo centro da cidade. Vamos sentir a realidade vivida pelos consumidores algarvios e reivindicar os seus legítimos direitos neste setor.