Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos. A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela DECO PROTESTE. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização. Ao utilizar o nosso website você aceita desta Política e consentimento para o uso de cookies. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações em aqui.

Banca

Banking

O fim das comissões no topo das nossas missões

As comissões bancárias vieram para ficar. Todos sabemos isso. O que não sabíamos – nem podíamos adivinhar – é que elas fossem tão importantes nas receitas dos bancos. Hoje em dia, as comissões bancárias representam cerca de 31% das receitas da banca portuguesa. E não param de crescer. É justo dizer que, a este ritmo, a principal atividade dos bancos deixará de ser a concessão de crédito e passará a ser a simples (e nalguns casos injustificada) cobrança de comissões.

Para que o dinheiro não voe... dos bancos portugueses

Os consumidores estão cada vez mais atentos ao mercado financeiro, nomeadamente no que concerne aos bancos. O medo de ser mais um dos que fica sem as poupanças de uma vida é relembrado com frequência. O último caso foi o do Banif.

Bancos imparáveis no ataque aos consumidores portugueses

Banks unstoppable in attacking the Portuguese consumers


A banca, que tem custado milhares de milhões de euros aos contribuintes devido a gestões desastrosas, decidiu que o saque ainda não chega. Os portugueses vão ser confrontados com mais um aumento das anuidades dos cartões de débito muito acima da inflação, justificado com a redução, imposta pela Comissão Europeia, das comissões cobradas aos comerciantes. Já denunciámos esta situação ao regulador, mas o Banco de Portugal, sem surpresa, permanece em silêncio.

-

The banks, which has cost billions of euros to taxpayers due to disastrous administrations, decided that the sack still not enough. The Portuguese will be faced with an increase in annuities of debit cards well above inflation, justified by the reduction imposed by the European Commission, in the traders fees. We already denounced this situation to the regulator, but the Bank of Portugal, unsurprisingly, remains silent.

Pagar compras com telemóvel é seguro

Pay purchases with mobile phone is safe.

-

Com um smartphone ou um tablet, é possível pagar compras sem puxar da carteira e de uma forma segura. É este o serviço MB Way, que não tem carregamentos nem custos de adesão.

-

With a smartphone or a tablet, you can pay for purchases without pulling the wallet and in a safe manner. Is this the MB Way service which does not have adhesion costs.


Banca com lucro, consumidores com prejuízo...

Banking with profits consumers with loss ...

-

A PROTESTE INVESTE, publicação financeira da DECO, foi a 20 bancos procurar soluções para aplicar 2500 euros por um ano, mas não viu o milagre da multiplicação. Pelo contrário. Ofereceram-nos juros entre 1,8 e 36 euros, mas as comissões de manutenção das contas podem chegar aos 83,2 euros. Depósitos de pequeno montante são devorados pelas comissões e inflação.

-

PROTESTE INVEST, DECO financial publication, visited 20 banks searching solutions to apply 2500 euros for a year, but did not see the miracle of the multiplication. On the contrary. They were offered interest rates between 1.8 and 36 euros, but the account maintenance fees are expected to reach 83.2 euros. Deposits of small amount are eaten up by fees and inflation.

Crédito Habitação e o regime (pouco ou nada) extraordinário

Mortgage and the regime (little or nothing) extraordinary

-

O regime extraordinário de proteção de devedores de crédito à habitação é transitório, vigorando até ao dia 31 de dezembro de 2015. A alteração das condições de acesso ao regime extraordinário de proteção de devedores de crédito à habitação entrou em vigor há um ano, Lei nº 58/2014, de 25 de agosto, mas no primeiro semestre houve menos pedidos para entrar nesse mecanismo. Entre Janeiro e Junho deste ano, foram feitos 295 requerimentos, menos 16,2% do que no semestre anterior.

-

The extraordinary system of mortgage loan borrowers protection is temporary and is valid until 31 December 2015. The change in conditions of access to the extraordinary system of mortgage loan borrow came into force a year ago, Law No. 58/2014 of 25 August, but in the first semester there were less applications to enter this mechanism. Between January and June this year, there have been made 295 applications, 16.2% less than in the previous semester.


Alerta de Phishing

Phishing Alert

-

Muito recentemente tivemos conhecimento de um novo ataque de phishing massivo dirigido aos clientes de vários bancos portugueses. O pedido de informações pessoais e o preenchimento do cartão matriz é comum a todas as mensagens enviadas.

Existem vários tipos de fraude financeira sendo uma das mais recorrentes o envio de emails, em que uma entidade desconhecida com claras intenções fraudulentas, se faz passar por uma instituição de crédito.

-

Very recently we had knowledge of a new massive phishing attack aimed at customers of several Portuguese banks. The request for personal information and filling out the card matrix is common to all messages sent.

There are various types of financial fraud being one of the most recurrent sending emails, where an unknown entity with clear fraudulent intentions, poses as a credit institution.


Serviços mínimos bancários obrigatórios

Minimum banking services mandatory

-

Desde o dia 4 de outubro torna-se obrigatória a disponibilização de serviços mínimos bancários por todas as instituições de crédito que prestem serviços ao público como seja, bancos, caixas económicas, caixa central e caixas de crédito agrícola mútuo.

-

Since the 4th of October becomes mandatory the provision of minimum banking services for all credit institutions providing services to the public such as, banks, savings banks, central bank and mutual agricultural credit banks.


Anuidade dos cartões de débito com aumentos desgovernados...

Annuity of debit cards with unguided increases...

-

O Multibanco foi lançado há 30 anos para simplificar a vida dos consumidores, um oásis para a realização de operações bancárias sem custos, protegido por uma lei que impede as instituições de cobrarem pela utilização. Transferências, pagamentos, levantamentos, entre outros, estão livres de encargos se realizados com o cartão de débito. 

-

The ATM was launched 30 years ago to simplify the life of consumers, an oasis for conducting banking transactions free of charge, protected by a law that prevents the institutions from charging for the use. Transfers, payments, withdrawals, etc., are free of charge if done with the debit card.


Avaliação de imóveis

Direito à escolha é essencial

BES

Acompanhe todas as ações da DECO

Cartões de crédito

Claúsulas abusivas

Comissões bancárias

Contas sem ordens... nem comissões

Contas inativas podem ficar caras

Evitar custos desnecessários

Contas poupança Condomínio

Impostos, comissões e decreto-lei a rever

Crédito – Consumo

Só uma despesa e a mesma designação

Crédito – Habitação

Legislação tem de ser clarificada

Crédito – SPREADS

Criação de um fundo

Crédito – Taxas de juros

Taxas de juro acima da lei

Crédito para deficientes

Deficientes discriminados

Penhoras

Alterações legais

PPR

Melhorar a defesa dos consumidores

Sobre-endividamento

À espera do novo Código da Insolvência

Publicações sobre Banca

BES: o que fazer quando tudo falhou?

05 ago 2015

Passados 365 dias sobre o colapso do BES, a DECO recebeu 3400 reclamações, uma média de quase dez por dia, maioritariamente provenientes de acionistas.

A carregar

Reclamações na DECO: os principais temas em 2014

13 mar 2015

Em 2014, 549 209 consumidores portugueses contactaram a DECO, representando um acréscimo de 9,5% face a 2013.

Fim das comissões nas contas à ordem: chumbo parlamentar não trava DECO

24 out 2014

Um ano depois de apresentar na Assembleia da República a petição pelo fim das comissões de manutenção nas contas à ordem, que contou com mais de 90 mil assinaturas, a DECO promete reagir ao recente chumbo parlamentar das três propostas de lei que proibiam aqueles encargos.

Dívida pública: Estado faz concorrência desleal à banca

18 mar 2014

O Governo concebeu uma estratégia para captar as poupanças dos portugueses. Mantém ou altera as remunerações dos produtos de dívida pública de forma arbitrária, pouco se importando em distorcer as leis da concorrência, acusa a PROTESTE INVESTE.

Crédito à habitação: deficientes discriminados

19 dez 2013

Os cidadãos portadores de deficiência continuam a ser discriminados no acesso ao crédito à habitação, alerta a DINHEIRO & DIREITOS de janeiro.

Depósitos para crianças pouco rentáveis

21 mai 2013

Com o dia Mundial da Criança à porta, a PROTESTE INVESTE analisou a oferta dos bancos para as poupanças dos mais pequenos.

Contas à ordem: Internet rende boas poupanças

28 ago 2012

Muitos consumidores estão descontentes com os produtos bancários, mas não mudam de instituição devido às condições do crédito à habitação. Nos tempos que vivemos, seriam mais desfavoráveis se fosse iniciado processo noutro banco.

DECO exige limite na taxa do crédito à habitação

29 jun 2012

Os juros dos novos contratos de crédito à habitação estão a atingir valores incomportáveis, com spreads (margem financeira do banco) que podem chegar aos 7 por cento. A DECO desaconselha a contratação nestas condições e exige a intervenção do Governo.

Investir 5 mil euros: bancos ignoram perfil e desejos do cliente

19 jun 2012

Perante um pedido de aconselhamento para investir 5 mil euros, os cinco maiores bancos a operar em Portugal ignoraram os desejos e os perfis dos potenciais clientes. A maioria dos funcionários limitou-se a propor produtos financeiros em campanha, revela um estudo da DECO PROTESTE.

Depósitos a prazo: negociar rende 7 vezes mais

19 out 2011

Se tem dinheiro a render no banco, tente negociar uma taxa de juro superior.