Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos. A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela DECO PROTESTE. Ao navegar com os cookies ativos consente a sua utilização. Ao utilizar o nosso website você aceita desta Política e consentimento para o uso de cookies. Você pode alterar as configurações ou obter mais informações em aqui.

TRANSPORTES: DECO recebe 340 queixas por dia

24 fev 2016

Em quinze dias, mais de 5100 consumidores já se registaram na plataforma www.queixasdostransportes.pt e mais de 1200 já se queixaram dos transportes que utilizam diariamente.

A carregar

Atrasos (21 %) e diminuição ou cancelamento de ligações (20%) vêm no topo das reclamações e o seu impacto negativo faz-se sentir nas horas de maior afluência, prejudicando os portugueses quer na ida para o trabalho quer no regresso a casa.

Os autocarros são os transportes mais reclamados (quase 60%), seguidos pelos comboios (20%) e pelo metro (16%). Lisboa é o concelho com mais percentagem de queixas, seguindo-se Porto, Sintra e Oeiras.

Todas as queixas submetidas em www.queixasdostransportes.pt são analisadas individualmente pela DECO antes de serem enviadas para a entidade objeto da reclamação dos consumidores.

A Associação fará, ainda, o acompanhamento da evolução da queixa e a mediação entre consumidores e entidades reclamadas, caso seja necessário.

Em www.queixasdostransportes.pt, os consumidores podem apresentar queixas em várias áreas: atrasos ou cancelamentos, diminuição de carreiras ou de carruagens, alterações de percursos, insegurança, idade (por exemplo, dos autocarros), desconforto e má conservação, preços elevados.