Institucional

Atendimento

Apoio ao consumidor

Dúvidas ou problemas com empresas? A nossa equipa ajuda por telefone, através da plataforma Reclamar ou com um atendimento presencial nas delegações regionais da DECO.

Linhas telefónicas

Uma equipa especializada esclarece as dúvidas dos nossos subscritores em qualquer área por telefone e e-mail: telecomunicações, serviços públicos, condomínio, crédito, fiscalidade, trabalho, heranças, divórcio e muito mais.

Como contactar

Dias úteis, das 9 às 13 e das 14 às 18 horas, através das nossas linhas telefónicas e formulário online.

 

Atendimento presencial

A sede e as delegações regionais da DECO, localizadas de norte a sul do País, ajudam todos os consumidores através de atendimento presencial e por telefone. Este atendimento faz parte do conjunto de vantagens dos associados DECO. Os não associados também podem aceder ao atendimento e apoio jurídico através do pagamento de 10 euros.

Como contactar

Na nossa página de contactos, selecione o separador "Onde estamos" e confirme as moradas da sede e das 6 delegações regionais.

 

Resolução alternativa de conflitos (extrajudicial)

Em caso de conflito, representamos os consumidores junto das empresas, para a resolução extrajudicial de conflitos de consumo. Ou seja: quando a situação se resume à prova dos factos alegados, o nosso ordenamento jurídico apenas permite que um tribunal ou instância de resolução alternativa de litígios (como os Julgados de Paz e os Centros de Arbitragem de Conflitos de Consumo) possa decidir de acordo com as provas que lhes são apresentadas.

Esta representação inclui reuniões com as empresas, conciliação entre as partes ou até encaminhamento dos casos para outros mecanismos de resolução de conflitos, para uma solução definitiva. O serviço conta com uma taxa de sucesso de mais de 70% e é reconhecido pelas empresas e consumidores como um serviço preferencial na resolução.

Contamos com uma rede de contactos regulares e diretos em mais de 100 empresas, incluindo as principais empresas nos setores de energia, telecomunicações, banca, seguros e compra e venda, o que contribui para a elevada taxa de sucesso na resolução dos problemas.

Quando solicitado, representamos individualmente os consumidores em diversos mecanismos institucionais de resolução alternativa de litígios, nomeadamente, em centros de arbitragem e na Comissão Arbitral do Turismo de Portugal. Temos ainda parcerias com outras entidades, como organizações sem fins lucrativos e autarquias locais, que permitem uma resposta individual aos consumidores.

Como contactar

Apresente o seu caso aos nossos serviços por telefone ou de forma presencial, através dos meios na nossa página de contactos.

 

Gabinete de Apoio ao Sobre-endividado

O Gabinete de Apoio ao Sobre-endividado (GAS) ou Proteção Financeira é reconhecido pelo Ministério da Justiça como um sistema de apoio, que recebe e trata pedidos de consumidores em situação de endividamento excessivo para elaboração e negociação de planos de pagamento com os seus credores, procurando evitar a inclusão dessas pessoas na lista pública de execuções. 

Qualquer família que seja confrontada com um problema de sobre-endividamento pode apresentar a situação e solicitar a nossa intervenção. Analisamos e avaliamos a situação financeira com vista à otimização da gestão orçamental dos consumidores.

Aconselhamos os consumidores sobre os aspetos fundamentais a ter em conta na tomada de decisão financeira ajustada à sua realidade financeira. Para os consumidores economicamente desprotegidos, avaliamos as necessidades e identificamos as respostas sociais.

Como contactar

Dias úteis, das 10 às 17.30 horas, para 21 371 02 38 (Lisboa) ou 22 339 19 61 (Porto), ou pessoalmente nas nossas delegações regionais e sede. Também pode fazer o registo para pedido de informação ou intervenção para o e-mail gas@deco.pt ou no portal GASDECO.

Reclamar - plataforma online

Nenhuma empresa quer publicidade negativa online. Nesta plataforma online, os consumidores podem interpelar diretamente a empresa com a qual têm um conflito. Também podem consultar casos semelhantes de outros consumidores que ajudam na resolução. 

Quando a queixa é deixada pública, muitas vezes, as empresas reagem mais rapidamente.

Como aceder

Na plataforma Reclamar, envie a reclamação diretamente para a empresa ou peça a intervenção de um jurista.