Notícias

Preços nos supermercados: Jumbo volta a ganhar

Início

O Jumbo não descola do primeiro lugar. Pelo terceiro estudo consecutivo, revela o nível de preços mais baixo em todo o País, sobretudo graças a uma aposta nas regiões do Litoral. No Interior e nas zonas menos populosas, o Continente e o Continente Modelo marcam a sua superioridade.

  • Dossiê técnico
  • António Souto
  • Texto
  • Inês Lourinho
26 junho 2018
  • Dossiê técnico
  • António Souto
  • Texto
  • Inês Lourinho
supermercados

iStock

Há mais de 20 anos que analisamos os preços nos supermercados, para ajudar a poupar centenas de euros nas compras que abastecem a despensa e o frigorífico. 2018 traz, contudo, uma novidade.

Resultados por região

Pela primeira vez, apresentamos os resultados e os conselhos por região: um estudo especialmente dedicado aos consumidores da região Norte e distritos do Centro vizinhos, outro aos do Centro e arredores, e outro ainda aos do Sul e das Ilhas. Porque quem vive em Viana do Castelo, a menos que vá a banhos para o Algarve, não estará interessado nos preços da região de Faro. Mas, se morar em Aveiro, pode com grande facilidade oscilar entre os distritos do Porto e de Coimbra. Ou, se for de Almada, tanto faz compras no distrito de Setúbal como no de Lisboa. Ou, ainda, quem é de Portalegre não descartará uma viagem a Castelo Branco.

Centenas de euros de poupança anual

Tivemos em conta estas vizinhanças na procura de bons negócios. E a conclusão é óbvia: quem gasta mais pode poupar mais. Confuso? Nem tanto. Fizemos os cálculos para dois carrinhos de compras, porque as famílias não são todas iguais, seja em tamanho, seja em apetite. De um lado, quem gasta € 150 por mês. De outro, quem vai até aos 400 euros. E o valor máximo de poupança cabe a Faro, distrito onde é possível desperdiçar quase € 620 no carrinho com o consumo mais elevado. Basta escolher a loja errada.

Litoral com mais concorrência

Faro e Lisboa seguem a tendência dos distritos do Litoral mais populosos e comercialmente apetecíveis, onde o Jumbo aposta forte. Esta tendência rende-lhe, pelo terceiro estudo consecutivo, o título de cadeia mais barata. Já nos distritos com menos população, nomeadamente no Interior, onde não existe tanta concorrência e os preços podem atingir valores elevados, destacam-se o Continente e o Continente Modelo.

Insularidade paga à parte

Na Madeira, em termos globais, manda o Novo Super. Já em São Miguel, nos Açores, as cadeias Solmar e Continente Modelo disputam o pódio, enquanto na Terceira se regista novo empate. Mas, desta feita, os preços mais baixos estão no Continente Modelo e no Guarita.

Personalize o seu cabaz

Mesmo que o Jumbo seja a cadeia mais barata em Portugal, de nada lhe servirá, primeiro, se estiver ausente da sua região e, segundo, se houver opções mais favoráveis por essas bandas. Por isso, nada melhor do que personalizar o cabaz de compras e usar o nosso simulador: é nas regiões de maior concorrência que esta ferramenta ganha mais utilidade. Face a dezenas e dezenas de lojas, ajuda a encontrar a que rende as poupanças mais interessantes.

 

supermercados


Imprimir Enviar por e-mail