Notícias

Trocas alargadas até final de janeiro nalgumas lojas

Consumidores vão poder trocar, até 31 de janeiro, os produtos comprados até 25 de dezembro, para evitar grande afluência às lojas. A iniciativa do Governo não abrange as compras online.

  • Texto
  • Filipa Nunes
13 novembro 2020
  • Texto
  • Filipa Nunes
Trocas alargadas

iStock

Será o fim da loucura do chamado “dia da troca” ou, na tradição britânica, “boxing day”, a 26 de dezembro? Normalmente, esse é um dia de grandes filas e movimentações nos estabelecimentos comerciais para a troca de presentes. Para evitar aglomerações nesse e noutros dias, o Governo criou a iniciativa “Natal 2020 – Compre cuidando de todos”. As lojas aderentes subscrevem o compromisso do prolongamento do prazo de trocas numa plataforma online e, após o registo, é gerado um dístico que o comerciante deve afixar em local visível no seu estabelecimento. O processo é realizado na página da Direção-Geral das Atividades Económicas (DGAE).

Please fill the source and the alt text 
Dístico que as lojas aderentes devem afixar em local visível.

O período alargado é válido para compras realizadas entre 4 de novembro e 25 de dezembro. Se a loja oferecer um prazo maior para as trocas, para lá de 31 de janeiro, a adesão a esta iniciativa não o suspende e os consumidores podem aproveitá-lo. As lojas online não estão incluídas. 

O objetivo é também incentivar os consumidores a antecipar as compras de Natal, para travar aglomerações nos espaços. Este protocolo foi assinado pelo Ministério da Economia e da Transição Digital em colaboração com a Associação de Defesa do Consumidor (DECO), a Associação Portuguesa de Centros Comerciais (APCC), a Associação Portuguesa das Empresas de Distribuição (APED) e a Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP). Veja o vídeo da iniciativa abaixo.

Trocas em produtos sem defeito

Esta possibilidade de troca nada tem que ver com a troca ao abrigo da garantia, quando o produto tem um defeito que não surgiu por má utilização. Nesse caso, pode exigir ao vendedor uma solução, que pode passar pela troca, até 2 anos após a compra. Caso tenha um conflito de consumo com um comerciante por este não querer cumprir a garantia, apresente o caso na nossa plataforma Reclamar.

Reclamar

Quando o artigo não apresenta qualquer defeito, se a venda não foi feita pela internet (em que o consumidor tem um prazo de reflexão de 14 dias a contar da data em que recebe o produto que comprou para devolver), o comerciante não é obrigado a trocá-lo após a venda. Muitos fazem-no por cortesia, para manter os clientes. O mesmo acontece se o produto tiver um defeito e indicar que a redução de preço se deve a essa razão.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

Num Mundo complexo e com informação por vezes contraditória, a DECO PROTESTE é o sítio certo para refletir e agir.

  • A nossa missão exige independência face aos poderes políticos e económicos. 
  • Testamos e analisamos uma grande variedade de produtos para garantir que a escolha dos consumidores se baseia em informação rigorosa. 
  • Tornamos o dia-a-dia dos consumidores mais fácil e seguro. Desde uma simples viagem de elevador ou um desconto que usamos todos os dias até decisões tão importantes como a compra de casa.
  • Lutamos por práticas de mercado mais justas. Muitas vezes, o País muda com o trabalho que fazemos junto das autoridades e das empresas. 
  • Queremos consumidores mais informados, participativos e exigentes, através da informação que publicamos ou de um contacto personalizado com o nosso serviço de apoio.

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Faça parte desta comunidade.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.