Notícias

Indicadores de qualidade do serviço dos CTT são pouco fiáveis

Correio azul com semana e meia de atraso

Pagamos mais pela correspondência enviada por correio azul, para que chegue de um dia para o outro. Mas nem sempre tal acontece.

X:\WEB\_FAMILIA E CONSUMO\CTT_atrasos

 

Carlos Bexiga esperou uma semana e meia por uma carta que lhe foi enviada em correio azul.

 A 27 de agosto, foi entregue uma carta, para ser enviada na modalidade de correio azul, no balcão dos CTT situado no aeroporto do Porto. Era dirigida a Carlos Bexiga, de Arruda dos Vinhos. Embora urgente, decorrida uma semana, a carta ainda não tinha chegado ao nosso leitor. Revoltado, Carlos pediu explicações à empresa através da nossa plataforma Reclamar. Na mesma altura, contactou o balcão do aeroporto e foi informado de que havia falta de pessoal e que o serviço estava atrasado. A carta chegou ao destino uma semana e meia depois, e aberta.

Não faz sentido pagar mais pelo envio de correspondência prioritária que chega com um atraso tão grande ao destinatário. Para garantir um serviço de qualidade e conseguir a confiança dos consumidores, os CTT têm de cumprir o padrão de serviço anunciado (neste caso, entregar a correspondência no dia útil seguinte ao do envio). Também é essencial manusear a correspondência com cuidado, para evitar danos, ao contrário do que aconteceu com a carta recebida pelo nosso associado.