Notícias

Dia Nacional da Sustentabilidade aprovado

É quase oficial: o Dia Nacional da Sustentabilidade acaba de ser reconhecido pelo ministro do Ambiente e da Ação Climática, mas a celebração fica em espera até 2022, devido às eleições autárquicas. 

13 setembro 2021
Copa das árvores juntas formando um coração

iStock

Queremos que o dia 25 de setembro seja o Dia Nacional da Sustentabilidade. Em abril de 2020, apresentámos a proposta na Assembleia da República, com o apoio dos consumidores e, no início de 2021, o Parlamento aprovou a recomendação de um Dia Nacional da Sustentabilidade. Seguiu-se a publicação em Diário da República e falta apenas oficializar a sua implementação.

O reconhecimento enviado pelo ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, é mais um passo. E só não o celebraremos já no próximo dia 25 de setembro, porque é a véspera de eleições autárquicas, segundo a resposta que nos chegou do gabinete do ministro. 

Para que a oficialização da data não caia no esquecimento em 2022, vamos continuar a trabalhar em ações que tornem a sustentabilidade uma prioridade de todos. A melhor forma de se manter a par e tornar-se um consumidor mais sustentável é registar-se no nosso portal dedicado.

Descubra o portal Mais Sustentabilidade

Sugerimos o dia 25 de setembro porque foi nesta data, em 2015, que a Organização das Nações Unidas (ONU) revelou os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável  que devem ser adotados por todos os países do mundo até 2030. Na sequência destas metas, o nosso alvo é um consumidor sustentável, que modele os seus comportamentos de consumo com responsabilidade e consiga, assim, levar a oferta (a indústria e as empresas) a mudar a sua atitude no mesmo sentido.

No portal Mais Sustentabilidade, encontra informação e conselhos práticos sobre áreas que se identificam com o dia-a-dia dos consumidores, como a água, a gestão de resíduos domésticos, a mobilidade e a alimentação. Mas também encontra ferramentas para avaliar o seu desempenho enquanto consumidor sustentável: uma calculadora ambiental dá uma ideia da sua pegada ecológica e de como deve mudar o seu consumo. 

Poderá também aderir a outras ações, onde o seu apoio é muito importante para lutarmos pela defesa do ambiente. E pode ainda deixar as suas dúvidas e partilhar experiências tendo em vista um planeta aprovado pelo futuro.

A crise climática é grave e premente, embora muitos não estejam cientes disso. Para controlar e reverter este cenário são necessárias alterações profundas aos comportamentos e hábitos de todos. Algumas dessas alterações já se verificaram com a pandemia da covid-19: por segurança, recorremos mais ao comércio online e a produtos de primeira necessidade que compramos a produtores locais. Por outro lado, reduzimos o consumo de bens não essenciais e limitámos a procura por produtos que representam uma grande pegada ecológica. 

E se mantivéssemos esses hábitos? É também o que pretendemos com esta ação. Que lições tiramos da recuperação da crise sanitária para podermos lidar melhor com a crise ambiental? Como podemos refazer a economia e o ordenamento do território, em direções mais sustentáveis? É esta a nossa ambição: transformar o País, seguindo o rumo da sustentabilidade, ligando a economia ao ambiente.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.