Notícias

Consumidores como nós: entrevista a Miguel Rocha Vieira

O mau serviço de atendimento tira-o do sério, mas não gosta de "arranjar problemas". O conhecido chef ligado a três estrelas Michelin apresenta-se como um consumidor exigente.

 

  • Texto
  • Laís Castro
13 agosto 2018
  • Texto
  • Laís Castro
miguel rocha vieira

4 See/Fernando Piçarra

Miguel Rocha Vieira recebeu-nos no frenesim de mais uma manhã no restaurante Fortaleza do Guincho (Cascais) e aponta o dedo à falta de profissionalismo no atendimento em muitas situações. Veja a entrevista completa no vídeo.

 

 

 

Qual prefere: o livro de reclamações ou o de elogios?

O livro de elogios. Mas não sabia que existia. Ainda que, para nós, num restaurante, o elogio seja o sorriso na cara dos clientes e o facto de voltarem.

Já ameaçou alguém que iria fazer queixa à DECO?

Não. Normalmente, quando tenho um tipo de problemas, em vez de me queixar não volto. É o que faço. Não gosto de causar problemas (se calhar, não é a palavra certa).

Please fill the source and the alt text 
Em entrevista, o chef assume-se um consumidor exigente.
 

Qual é o seu pior pesadelo de consumo?

Mau serviço de atendimento. Em mesas, hoje em dia, infelizmente cada vez há mais. O serviço é tão importante quanto a cozinha, falando na restauração. Acho que também é uma vocação e há muita gente que está na profissão errada.

Que estudo nos falta fazer?

Voltando ao serviço, ver o grau de profissionalismo de muita gente que nos atende. E com uma escala para o grau de estupidez!

O consumidor tem sempre razão?

Quase sempre razão. Às vezes, há uma razão para que as coisas não corram tão bem, embora não devessem correr. Outras vezes, o cliente pode pensar que tem sempre razão e tenta arranjar problemas onde eles realmente não existem.

É um consumidor exigente?

O grau de exigência aumenta consoante os sítios onde estamos ou do que estamos a fazer, do dinheiro que gastamos ou da expectativa. Não sou exigente ao ponto de pedir coisas que não façam sentido, mas enquadrado com o sítio ou com o que estamos a consumir.

Obviamente, se estamos a falar de um restaurante onde estou 6 meses à espera, tenho de apanhar um avião e pagar um hotel que me custa "x", onde me vão pedir 300 ou 400 euros por um menu… temos de ser exigentes. Pelo menos, tem de corresponder às nossas expectativas, embora nem sempre aconteça.

Sobre Miguel Rocha Vieira

O chef Miguel Rocha Vieira tornou-se conhecido do público português com a participação no programa televisivo "Masterchef". Esteve envolvido na atribuição de três Estrelas Michelin: no restaurante Fortaleza do Guincho e nos restaurantes Costes e Costes Downtown, ambos em Budapeste, na Hungria. Depois de ter estado vários anos fora do País, para estudar e trabalhar, regressou a Cascais, onde lidera a cozinha do restaurante Fortaleza do Guincho.

 

Please fill the source and the alt text 
O chef Miguel Rocha Vieira aos comandos do restaurante da Fortaleza do Guincho.