Notícias

Compras online: consumidores rendidos escolhem as melhores lojas

05 agosto 2016
compras online deco lojas online apple vodafone fnac redcoon uzo staples worten box jumbo el corte inglés pixmania nos radio popular meo chip 7

05 agosto 2016
Os 5 mil consumidores inquiridos revelam as lojas mais transparentes, as mais rápidas a entregar os produtos e as mais fáceis de utilizar. Conheça a experiência dos verdadeiros fãs das compras online.

Início

O inquérito a 5041 consumidores sobre compras online, realizado em junho de 2015 por e-mail a uma amostra dos nossos associados, não deixa dúvidas: a satisfação global média com as lojas virtuais é de 7,6 em 10. Esta nota contempla 3181 experiências online.

Quase metade dos inquiridos tem entre 35 e 54 anos e vive na Grande Lisboa. Os produtos eletrónicos, como computadores, tablets, máquinas fotográficas, telemóveis e acessórios (capas, baterias, auscultadores, etc.) são os produtos mais procurados, seguidos de eletrodomésticos e de livros em papel.

Consumidores valorizam tempo de entrega
A Apple online destaca-se nas preferências dos compradores que sondámos. Pelo contrário, as lojas Chip7, Meo, Radio Popular e NOS receberam as notas mais baixas.

A maioria dos inquiridos valoriza a entrega dentro do prazo anunciado, o que garantiram acontecer quase sempre (92 por cento). Em média, a entrega demorou 5 a 6 dias, sendo o prazo mais apontado de 3 dias. 

A cadeia Box/Jumbo e a loja Uzo foram as mais rápidas nas entregas, segundo a experiência dos consumidores. Pelo contrário, os serviços Apple e Pixmania foram os que mais arrastaram os prazos.

A informação sobre o serviço e a facilidade de utilização são, depois do prazo da entrega, os fatores que os consumidores mais valorizaram. As lojas Apple, Vodafone e Fnac obtiveram mais pontos na facilidade de utilização do site (mais de 8 em 10). As lojas Apple e El Corte Inglés foram considerados as mais completas e claras quanto aos termos e condições do serviço online. Em matéria de satisfação com preços, a Redcoon passa para a primeira linha.

top das lojas online

14 dias para devolver
Nas compras à distância, o consumidor dispõe de um prazo obrigatório de 14 dias a contar da data da entrega para devolver o produto e ser ressarcido. Dos 3% de inquiridos que não ficaram satisfeitos com a compra, a esmagadora maioria (92%) considera que a solução proposta foi satisfatória: a loja trocou a encomenda por outro artigo ou devolveu o dinheiro.

Contudo, 12,5% destes revelam ter pago o correio para envio e devolução do produto, quando as lojas devem assumir esta despesa. Também preocupante é facto de 8% dos que devolveram o produto não terem recebido o dinheiro, nem outro produto em troca. Num caso idêntico, não fique de braços cruzados. Pode enviar uma queixa à ASAE ou pedir o apoio dos nossos juristas. Nas compras à distância, o consumidor tem o direito de devolver o produto no prazo de 14 dias após a entrega e a loja é obrigada a trocar o mesmo ou a devolver o dinheiro.