Dicas

Como desalfandegar uma encomenda através dos CTT

Recebeu um aviso dos CTT a informar que tem uma encomenda retida na alfândega? Há documentos a enviar e eventuais valores a pagar. Siga os passos.

  • Dossiê técnico
  • Magda Canas
  • Texto
  • Cláudia Sofia Santos
23 setembro 2020
  • Dossiê técnico
  • Magda Canas
  • Texto
  • Cláudia Sofia Santos
Três encomendas sobre um teclado

iStock

“Desalfandegar Encomendas” é o atalho no portal dos CTT que dá acesso aos procedimentos necessários para concluir a receção de uma encomenda oriunda de um país externo à União Europeia. Foram precisas muitas queixas sobre o complexo processo de desalfandegamento dos CTT para que a entidade melhorasse a informação disponibilizada aos cidadãos. A tarefa é mais simples e intuitiva.

1 - Criar o registo

Se ainda não tem registo no portal dos CTT, tem de o criar. Para tal, clique na opção Ferramentas e, em seguida, em “Desalfandegar encomendas”. Entre em “Criar conta” e preencha o formulário com os dados solicitados. Submeta no botão “Registar”e aguarde por uma mensagem de confirmação no seu e-mail. Depois de carregar no link, terá o registo ativado.

2 - Identificar encomenda

Com o registo fica em condições de clicar na opção “Desalfandegamento” e preencher o campo “número de origem” ou “número de local da encomenda”. Estes dados constam da notificação que lhe foi enviada. Se colocar o intervalo de datas em que o aviso chegou, será mais fácil identificar a encomenda, principalmente se está à espera de mais do que uma.

3 - Anexar documentos

Identificado o objeto, anexe e envie os documentos solicitados, para que os serviços alfandegários apurem quem são os intervenientes da transação, a origem e os produtos em causa.

Em regra, a alfândega pede-lhe o seu número de contribuinte, a cópia da fatura com identificação e morada do destinatário e do remetente, a descrição da mercadoria, o valor que pagou (com a discriminação dos portes de envio) e o comprovativo de pagamento. São aceites printscreens dos sites que demonstrem a realização da encomenda e do pagamento, cópias dos extratos do cartão de crédito ou comprovativos de pagamento por via do Paypal. Faça o upload dos documentos.

4 – Precaver custos adicionais

Quem compra produtos fora da União Europeia tem de se preocupar com eventuais custos extra, como o IVA ou os direitos aduaneiros. As taxas são variáveis e pode ter de pagar mais 37% sobre o valor do produto e dos portes, além dos custos pelo tratamento do processo.

Em encomendas até 150 euros, não há direitos aduaneiros a pagar, e até 31 de dezembro de 2020 há isenção de IVA em encomendas até 22 euros.

Ainda assim, conte sempre com a cobrança de um serviço de desalfandegamento. Os CTT cobram 12 euros.

5 - Simular as taxas a pagar

Ao longo do processo de desalfandegamento, pode calcular o valor das taxas finais a pagar, tendo em conta os valores declarados e comprovados. Assim não será surpreendido.

Para simular, clique em "Adicionar Linha de Descrição" e navegue na categoria de objetos da tabela. Pode ainda pesquisar por nome do objeto, selecionando um das várias categorias disponíveis. Surgirá no ecrã uma estimativa de encargos com IVA, imposto aduaneiro e serviços CTT. Os valores apresentados estão sujeitos a alterações de acordo com a categoria e o valor do objeto.

Se os custos forem muito altos, pode desistir do desalfandegamento. Basta clicar em “Devolver objeto", e a encomenda é devolvida a quem a remeteu. Depois de feita esta opção, já não poderá cancelá-la.

Terminado o envio, pode seguir o processo, em “Acompanhamento de Processo”. Sempre que o estado mudar, receberá um alerta por e-mail. O pagamento dos custos é feito ao levantar a encomenda.

Junte-se à maior organização de consumidores portuguesa

Num Mundo complexo e com informação por vezes contraditória, a DECO PROTESTE é o sítio certo para refletir e agir.

  • A nossa missão exige independência face aos poderes políticos e económicos. 
  • Testamos e analisamos uma grande variedade de produtos para garantir que a escolha dos consumidores se baseia em informação rigorosa. 
  • Tornamos o dia-a-dia dos consumidores mais fácil e seguro. Desde uma simples viagem de elevador ou um desconto que usamos todos os dias até decisões tão importantes como a compra de casa.
  • Lutamos por práticas de mercado mais justas. Muitas vezes, o País muda com o trabalho que fazemos junto das autoridades e das empresas. 
  • Queremos consumidores mais informados, participativos e exigentes, através da informação que publicamos ou de um contacto personalizado com o nosso serviço de apoio.

A independência da DECO PROTESTE é garantida pela sustentabilidade económica da sua atividade. Manter esta estrutura profissional a funcionar para levar até si um serviço de qualidade exige uma vasta equipa especializada.

Faça parte desta comunidade.

Registe-se para conhecer todas as vantagens, sem compromisso. Subscreva a qualquer momento.

Junte-se a nós

 

O conteúdo deste artigo pode ser reproduzido para fins não-comerciais com o consentimento expresso da DECO PROTESTE, com indicação da fonte e ligação para esta página. Ver Termos e Condições.