Notícias

Tamanho da roupa: veste o 38 mas só o 40 serve?

22 maio 2015

22 maio 2015

As marcas de roupa diferem bastante nas medidas que utilizam para os números convencionados. Comparámos várias peças de roupa de bebé, criança, homem e mulher, e encontrámos diferenças até 8 centímetros.

Início

Já lhe aconteceu entrar numa loja pensando que o seu número é, por exemplo, o 38 ou o M e sair de lá baralhado porque, afinal, apenas o 40 ou o L lhe serviu? Não é caso único. Se tiver de experimentar vários tamanhos da mesma calça ou saia, o problema é da roupa. A maioria das marcas não se esforça por conhecer as medidas do público para o qual fabricam as peças de roupa. Comparámos dezenas de peças e medimo-las. Conclusão: as nossas referências de pouco valem. As medidas usadas pouco mais são do que uma convenção. Há diferenças de largura que implicam mudar de “número”: por exemplo, de um M para um L, ou vice-versa, mesmo que a nossa morfologia não se tenha alterado nem 1 centímetro. O mercado global passa ao lado deste problema e, por isso, há lojas onde só os L, XL e XXL servem à maioria dos portugueses. Não porque sejamos grandes ou gordos, mas porque somos diferentes do público-alvo ao qual se destinam essas lojas.

Às marcas portuguesas ou mesmo internacionais, para otimizarem as vendas e reduzirem as peças em stock, interessa “tirar as medidas” à população. Mas o esforço tem sido diminuto e poucas ainda demonstram preocupar-se com esse fator. Não há um fio condutor. A Cortefiel, por exemplo, vende uma camisa de homem mais avantajada no peito, mas o modelo de mulher é mais estreito. 

Procure a indicação em centímetros na etiqueta.
Procure a indicação em centímetros na etiqueta.
Meça-se e procure os centímetros na etiqueta

Meça o seu corpo, pelo menos, na zona do peito, da cintura e da anca, bem como a altura de perna. Depois, procure os centímetros coincidentes na etiqueta da peça de roupa. Enquanto não houver uma uniformização das medidas para adultos e, tendo em conta a alteração das proporções corporais ao longo dos anos, a menção dos centímetros na etiqueta da roupa seria a forma mais útil de ajudar os consumidores, visto os tamanhos em letra ou número pouco ajudarem.


Imprimir Enviar por e-mail