Notícias

O que fazer se a viagem para Bruxelas for cancelada

24 março 2016
cancelamento voos

24 março 2016

Devido aos últimos acontecimentos, a Bélgica fechou o seu espaço aéreo. Se tinha uma viagem marcada para a capital belga, saiba como agir, se o seu voo for cancelado.

Após os ataques terroristas ao aeroporto e metro de Bruxelas, o governo belga fechou o seu espaço aéreo, o que pode causar complicações nos voos europeus. 

Normalmente, em caso de cancelamento do voo, os passageiros têm direito ao reembolso do bilhete, no prazo de sete dias, ou a serem transportados para o destino num transporte alternativo, o mais rápido possível. A companhia aérea deve pagar as despesas e o alojamento, caso seja necessário, bem como telefonemas dos seus clientes. Os viajantes devem manter as faturas das despesas feitas e exigir a devolução do dinheiro gasto.

Neste caso, devido à situação complicada que se vive na capital europeia, o cancelamento do voo é motivado por “circunstâncias excecionais”: os passageiros não têm direito a qualquer indemnização, além do pagamento das despesas que possam ter, de uma solução de transporte alternativa ou do reembolso do bilhete. Se a companhia aérea não assumir estas responsabilidades, o passageiro deve usar o livro de reclamações da empresa.

Se tem um seguro de viagens, o seguro não será acionado em situações como as que se verificaram na Bélgica. Estes seguros cobrem morte e/ou invalidez e ainda despesas de tratamento, mas os atos de terrorismo e guerra são exclusões normalmente previstas.

 Se o seu voo tiver sido cancelado, atrasar ou perder as malas, saiba como deve agir.