Alertas

EURO 2016: não compre bilhetes em sites não oficiais

09 junho 2016
Alguns sites não oficiais vendem bilhetes falsos para o EURO 2016 por milhares de euros. Evite-os e prefira sempre as plataformas da UEFA.

09 junho 2016
Se quer assistir a um dos jogos do Campeonato Europeu de Futebol de 2016 no estádio, siga as regras da UEFA e opte sempre pela compra numa das plataformas oficiais. Ao adquirir ingressos em sites não oficiais, arrisca-se a obter bilhetes falsos ou em nome de outrem e, como tal, a ser barrado à entrada.

EURO 2016 não compre bilhetes em sites não oficiais

O EURO 2016 está aí e a regra do jogo é clara: a compra e venda de bilhetes on-line só pode ser feita por intermédio do site oficial da UEFA. Os ingressos são vendidos com o nome do consumidor final associado, pelo que a entrada nos estádios só está garantida caso os seus portadores se façam acompanhar de um documento de identificação que o confirme.

Os adeptos que adquiram bilhetes em canais não oficiais, como sites de revenda de bilhetes, e em nome de outros arriscam-se assim a gastar muito dinheiro em vão. Outro risco potencial é o de falha na entrega destes ingressos.

O reforço das medidas de segurança ocorre este ano para fazer face ao maior risco de ameaça terrorista. Dada a grande probabilidade de fraude, várias organizações de consumidores europeias juntam-se na missão de a todos alertar para os perigos da compra de bilhetes em canais não oficiais.

A britânica Which? está entre essas organizações e divulgou recentemente uma investigação que comprova a existência de numerosos sites não oficiais que se dedicam à revenda de entradas para a competição europeia.

Alguns bilhetes são comercializados por preços superiores a € 5000, mas à medida que a competição evolui, a tendência é para a inflação destes valores. Muitos destes websites vendem os bilhetes sem informação quanto ao lugar e preço inicial, entre outros dados essenciais.

Alguns dos websites que se dedicam à revenda de bilhetes, como o www.gettickets.co e o www.atstickets.com, foram contactados no âmbito do estudo, com o propósito de perceber porque vão contra as regras fixadas pela UEFA, prejudicando os consumidores, mas nenhuma resposta foi obtida.

Esteja atento às fraudes. Se é adepto de futebol e quer comprar ingressos para um dos jogos do EURO 2016, faça-o através dos canais oficiais. Os bilhetes adquiridos por outras vias não garantem o acesso ao estádio.