Notícias

Cigarro eletrónico fora do avião

23 maio 2011 Arquivado

23 maio 2011 Arquivado

A TAP e outras companhias aéreas proíbem o transporte de cigarros eletrónicos na bagagem de mão e a utilização durante o voo.

O uso destes dispositivos eletrónicos não é proibido por lei, mas faltam garantias de que não afetem o equipamento do avião e a segurança a bordo. Há ainda o receio de que o uso durante a viagem possa causar confusão entre os passageiros.

Os cigarros eletrónicos, em geral, incluem uma bateria, cartuchos com líquido de sabor de menta, chocolate ou baunilha e, nalguns casos, nicotina. Simulam os cigarros normais, não ardem, nem libertam fumo, pelo que muitos fabricantes promovem-nos como mais saudáveis, mas faltam estudos a provar a sua segurança, como comprova a nossa análise.

Nos voos longos, os fumadores dependentes da nicotina podem controlar os sintomas de abstinência, por exemplo, com comprimidos ou adesivos à base daquela substância. O melhor é prevenir-se em terra com estes produtos. Caso se esqueça, pergunte no avião se os têm para disponibilizar.


Imprimir Enviar por e-mail