Notícias

Arrendamento para férias: avaliámos 8 plataformas

29 fevereiro 2016
Avaliação a 8 plataformas on-line de arrendamento de casa para férias.

29 fevereiro 2016
Os portais turísticos oferecem inúmeras habitações para arrendar. Na última investigação a 48 alojamentos, encontrámos falhas no processo de reserva e no preço indicado.

Início

Selecionámos 8 plataformas colaborativas de arrendamento e reservámos 48 apartamentos, em Lisboa, Milão, Madrid e Bruges (Bélgica). Apesar de a satisfação com o serviço ser positiva, há aspetos a melhorar, sobretudo ao nível da indicação do preço final e da emissão de fatura do montante pago.

Defendemos que todas as plataformas devem indicar corretamente a identidade, a morada, a denominação comercial, o número fiscal, o e-mail e o telefone. Também é importante haver informação de apoio ao consumidor num português claro, bem como os termos e condições e a política de privacidade. Deve ainda ser indicado, com clareza, se o anunciante é uma empresa ou um particular.

É ainda urgente implementar e divulgar regras para a resolução de conflitos entre os utilizadores das plataformas. Contudo, aconselhamos os utilizadores a reclamarem na plataforma e junto do proprietário. Por outro lado, não deve ser permitida a cobrança de valores que não estejam incluídos no anúncio. Daí a importância de constar dos contratos uma cláusula que garanta a transparência do preço final.

O consumidor deve ter a possibilidade de fazer e publicar comentários na plataforma que utilizou. Esta prática visa melhorar a oferta destes portais e torná-los mais credíveis aos olhos de todos os interessados.


Imprimir Enviar por e-mail