Notícias

Vacinas: precaução indispensável

03 março 2019
vacinas

03 março 2019

As vacinas protegem as crianças das doenças ditas “infantis”, que poderiam evoluir para problemas graves ou mortais. Se ainda tem dúvidas sobre os benefícios das vacinas, veja este vídeo.

Prevenar 13®

O Programa Nacional de Vacinação inclui a vacina Prevenar 13®, como recomenda a Organização Mundial da Saúde. Até 1 de julho de 2015, esta vacina era paga na totalidade, tal como a vacina contra o rotavírus (Rotarix® ou Rotateq®) e a vacina contra a meningite B (Bexsero®). A Direção Geral da Saúde já divulgou o esquema de vacinação escolhido: três doses. A primeira aos dois meses de idade, seguida de segunda dose aos quatro meses e da última entre os 12 e 15 meses.

A vacina é gratuita para todas as crianças nascidas a partir de 1 janeiro de 2015 e para os adultos com doenças crónicas e considerados de alto risco, nomeadamente os portadores do vírus VIH e de certas doenças pulmonares obstrutivas, além do cancro do pulmão. Para a restante população, o Estado vai comparticipar 15% do custo da vacina. As crianças e adolescentes com doenças crónicas de risco ou em tratamentos que aumentam o risco de contrair doença pneumocócica já tinham direito a esta vacina. 

A Prevenar 13® protege contra a pneumonia (infeção pulmonar) e a otite média aguda (infeção do ouvido médio), ambas causadas por S. pneumoniae. Também atua contra alguns serotipos causadores de meningite (infeção generalizada do organismo, que pode causar sequelas graves ou mesmo a morte).

A Prevenar 13® é uma vacina sob a forma de suspensão injetável que contém partes de 13 tipos diferentes da bactéria Streptococcus pneumoniae (S. pneumoniae). Os adultos deverão receber uma dose única de Prevenar 13® no músculo superior do braço. Em crianças com menos de um ano, a vacina é administrada por injeção num músculo da coxa. Com mais de um ano é dada na parte superior do braço. 

Efeitos secundários

São os normais em qualquer vacina: febre, qualquer dor, sensibilidade, vermelhidão, tumefação ou endurecimento no local da vacinação. Também pode causar diminuição do apetite, irritabilidade, sonolência/aumento do sono, sono inquieto/diminuição do sono, diarreia, vómitos e erupção cutânea. Tudo isto pode ser tratado com paracetamol.