Notícias

Vacinas: precaução indispensável

04 novembro 2021
vacinas

As vacinas Pn13 e Pn23 protegem de doença invasiva pneumocócica e pneumonia causada por Streptococcus pneumoniae.

Infeções por Streptococcus pneumoniae

Em Portugal, estão disponíveis dois tipos de vacinas contra Streptococcus pneumoniae (S. pneumoniae): a Prevenar 13®, vacina conjugada contra infeções por S. pneumoniae de 13 serotipos (Pn13), e a Pneumovax 23®, vacina polissacárida contra infeções por S. pneumoniae de 23 serotipos (Pn23).

Estas vacinas protegem contra a pneumonia (infeção pulmonar) causada por S. pneumoniae, e atuam contra alguns serotipos causadores de meningite, infeção que pode causar sequelas graves ou mesmo a morte. A Prevenar 13® previne ainda a otite média aguda causada por S. pneumoniae em lactentes, crianças e adolescentes.

O Programa Nacional de Vacinação (PNV) prevê a vacinação gratuita de todas as crianças com a Prevenar 13® aos 2, 4 e 12 meses, assim como de pessoas maiores de 18 anos pertencentes a determinados grupos de risco clínico. Já a Pneumovax 23® é recomendada a todos os adultos com idade igual ou superior a 65 anos, para quem esta vacina é comparticipada a 69 por cento. De acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS), o objetivo é reduzir a incidência da doença invasiva pneumocócica (DIP).

Os adultos com insuficiência respiratória crónica, com infeção por VIH, assim como os candidatos a transplante que já estejam na lista de espera ativa para transplante, são abrangidos pela vacinação gratuita e recebem um esquema vacinal com as duas vacinas (Prevenar 13® e a Pneumovax 23®). Os doentes com diabetes, doença cardíaca crónica ou doença hepática crónica, entre outros, terão comparticipação destas vacinas em 69% se tiverem idade igual ou superior a 65 anos, ou em 37%, se tiverem uma idade inferior.

O esquema vacinal para os adultos depende de alguns critérios definidos pela DGS.  

Os efeitos secundários decorrentes da toma destas vacinas são os normais em qualquer vacina: febre, qualquer dor, sensibilidade, vermelhidão, tumefação ou endurecimento no local da vacinação. Também pode registar-se diminuição do apetite, irritabilidade, sonolência ou aumento do sono, sono inquieto ou diminuição do sono, diarreia, vómitos e erupção cutânea. Tudo isto pode ser tratado com paracetamol.