Notícias

Cápsulas de detergentes apreendidas por não respeitarem normas de segurança

27 abril 2016 Arquivado
cápsulas de detergente

Arquivado

A ASAE apreendeu 240 cápsulas de detergente para roupa e multou 13 agentes por não respeitarem as alterações na lei que, desde janeiro, impõem medidas para que este produto não seja tão atrativo para as crianças.

Como agir em caso de acidente

Pequenas e coloridas, as cápsulas são atraentes para as crianças, sobretudo as mais pequenas, que as levam à boca. Quando estão húmidas ou molhadas, as pequenas bolsas que contêm o detergente degradam-se em pouco mais de 10 segundos, expondo a criança a uma série de substâncias químicas nocivas por ingestão ou até pelo simples contacto com os olhos e a pele. Se isso acontecer, lave muito bem a boca, a cara e as mãos da criança. Não provoque o vómito. Recorra às urgências hospitalares ou ligue para o Centro de Informação Antivenenos (CIAV) através do 808 250 143.

Como alerta para o perigo das cápsulas de detergente e a necessidade de as manter longe do alcance das crianças, que facilmente as podem ingerir, a Comissão Europeia lançou a campanha “Os miúdos não veem a diferença” (do inglês Kids don’t see the difference).

Além dos países da União Europeia, também a Austrália, Canadá, Chile, Japão, Coreia do Sul, México, Peru e Estados Unidos da América aderiram à campanha. Em Portugal, a Direção-Geral de Saúde e a Direção-Geral do Consumidor apoiam esta campanha e um vídeo esclarecedor sobre como a forma de explorar o mundo leva as crianças a correr um perigo real.