Notícias

Amianto: coberturas de risco na escola

03 setembro 2013 Arquivado

03 setembro 2013 Arquivado

A nossa leitora L.P. alerta para a existência de placas de amianto na escola onde trabalha. Dado que já foi aprovada legislação para a retirada destas coberturas, a leitora estranha que o estabelecimento continue a sujeitar professores, alunos e pessoal não docente ao risco.

As placas de amianto ou fibrocimento só representam perigo quando estão danificadas a ponto de permitirem a libertação de fibras. Estas fibras podem alojar-se nos pulmões e desencadear a produção de substâncias que danificam o órgão, suscetíveis de causar cancro a longo prazo.

Segundo as últimas notícias, as placas de fibrocimento danificadas serão retiradas de 50 escolas até ao fim do verão, mas o processo de identificação dos locais com problemas dura há anos e ainda não está concluído. Esperemos que os ministérios da Educação e do Ambiente acelerem o passo.

Caso as placas da escola de L.P. estejam danificadas, a leitora deve denunciar a situação àqueles ministérios (junte fotos demonstrativas), de modo a pressionar para a sua remoção.


Imprimir Enviar por e-mail