Guia de compras

Carrinhos de passeio: guia de compras

24 janeiro 2018
carrinhos passeio

24 janeiro 2018
O carrinho de passeio acompanha a criança durante, pelo menos, três anos. Conheça os pontos a considerar para escolher o mais adequado.

Pontos a analisar

Os cintos e os fechos devem ser fortes o suficiente para a criança não os abrir, mas simples para que os pais possam prender e retirar a criança com facilidade.

As costas do assento devem ser reclináveis. Caso se trate de um bebé, convém que reclinem completamente.

É importante incluir um cesto, para guardar alguns objetos da criança, e que o mesmo seja acessível e com boa capacidade.

acessórios que não estão incluídos no preço do carrinho e podem encarecer a compra. Antes de os comprar, analise se vai mesmo usá-los.

Convém que o apoio para os pés seja regulável, uma vez que ajuda a manter a postura correta da criança.

Há dois tipos de guiador: uma barra horizontal e duas pegas laterais. A primeira é mais prática para movimentar o carrinho só com uma mão. Mas um modelo com pegas laterais ocupa menos espaço quando fechado.

Convém que o assento de tecido seja fácil de retirar, lavar e transpirável.

Quanto maior o diâmetro das rodas, com mais facilidade superam os obstáculos, mas também ocupam mais espaço.

O travão deve ser suficientemente eficaz para impedir que a cadeira se mova quando está parada num espaço inclinado. Os travões que atuam em duas rodas são mais eficazes do que os que o fazem só numa.

O carrinho deve ser fácil de fechar e incluir um mecanismo que impeça o fecho acidental.

Carrinho trio

carrinhos passeio

Pontos positivos

  • Uma única compra que se usa desde o nascimento do bebé até deixar de usar o carrinho.
  • Inclui alcofa, cadeira de passeio e cadeira para automóvel que são aplicadas numa mesma estrutura.
  • Disponível com três ou quatro rodas e vários acessórios.

Pontos negativos

  • A alcofa usa-se durante muito pouco tempo e corre-se o risco de ser inútil. Se não conta passear muitas vezes o bebé enquanto é recém-nascido, o melhor é optar por um duo, com cadeira auto e de passeio.
  • Em regra, é mais caro.
  • É pesado.

Carrinho simples

carrinhos passeio

Pontos positivos

  • Ótimo para passeios breves em zonas urbanas, mesmo que seja necessário passar pequenos obstáculos ou degraus.
  • Ideal para usar em transportes públicos.
  • Cabe, sem problemas, na bagageira da maioria dos automóveis.
  • Abre-se e fecha-se com rapidez.
  • É leve.

Pontos negativos

  • Pouco adaptado para passeios longos e terrenos irregulares por ter rodas mais pequenas.
  • Se as costas não forem completamente reclináveis a criança não consegue dormir durante muito tempo.
  • Mesmo que as costas reclinam completamente, não é a melhor opção para recém-nascidos.

Carrinho com três rodas

carrinhos passeio

Pontos positivos

  • Adaptado a qualquer terreno, mesmo os mais irregulares.
  • Adaptado aos pais desportistas.
  • Assento espaçoso e envolvente, adaptado para sestas longas.

Pontos negativos

  • Volumoso, tanto aberto como fechado, sendo pouco adaptado para meios de transporte e elevadores.
  • Pode não caber na bagageira de alguns automóveis.
  • No verão, pode tornar-se quente.
  • É pesado.

Carrinho com quatro rodas

carrinhos passeio

Pontos positivos

  • Prático também em cidade.
  • Mais fácil de abrir e fechar do que o modelo com três rodas.
  • Confortável e espaçoso, sendo adaptado para sestas longas.

Pontos negativos

  • Menos manobrável em terrenos irregulares do que o modelo com três rodas.
  • Pode não caber na bagageira de alguns automóveis.
  • Pouco adaptado a quem tem de subir escadas.