Dossiês

Segurança online: como proteger os mais novos

06 outubro 2014
Segurança online

06 outubro 2014

Mais de 60% das crianças e dos adolescentes fala diariamente em salas de conversação online. A pensar na sua proteção, a União Internacional das Telecomunicações (UIT) lançou o projeto global Child Online Protection.

Dos 5 aos 7: supervisão é essencial

A maioria dos miúdos com esta idade recorre à Net para jogar online ou para ver desenhos e filmes animados. Ainda não são capazes de compreender os perigos existentes e os cuidados a ter. Por isso, sempre que o seu filho quiser aceder à Internet, deve ser supervisionado por um adulto. Por exemplo, se deixá-lo na sala com um jogo, confirme de vez em quando se mudou de página ou abriu outra aplicação.

Também é importante instalar software específico no computador, no tablet ou no smartphone para limitar o acesso à rede e criar uma lista de sites seguros que a criança pode visitar.